O Corinthians vem tendo muitas dificuldades para encontrar um novo treinador. Desde a saída do treinador Tite, considerados por muitos, um dos melhores treinadores brasileiros da atualidade, o Timão vem buscando um substituto à altura, passando pelas mãos do técnico Cristóvão Borges e depois de Oswaldo de Oliveira, porém, sem conseguir engrenar no Campeonato Brasileiro e nas outras competições que disputou no ano, culpa também do desmonte sofrido pela equipe durante todo o ano.

Fabio Carille na sua apresentação como treinador do Corinthians para 2017.

Fabio Carille na sua apresentação como treinador do Corinthians para 2017.

Com o fim da temporada, o Corinthians demitiu Oswaldo de Oliveira e começou a buscar por outro treinador vencedor, segundo o próprio presidente Roberto de Andrade, que em coletiva afirmou que o clube contrataria um treinador como muito títulos e com nome de peso. Porém, todos os nomes buscados pelo Corinthians esbarraram em algum problema, como Dorival Junior, que queria permanecer no Santos, Jair Ventura que renovou com o Botafogo, Paulo Autuori que está feliz no Atlético-PR e Reinaldo Rueda, que fará uma cirurgia e permanecerá no Atlético Nacional. Com isso, o Timão foi perdendo suas opções para um novo comandante e acabou anunciando na última quinta-feira (22) a efetivação de Fabio Carille, que está a um bom tempo na equipe paulista e foi auxiliar-técnico de Tite. O anúncio oficial foi feito em entrevista coletiva realizada na última quinta-feira entre o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, o ex-jogador Alessandro, que agora é o gerente de futebol da equipe, e o treinador Fabio Carille. “Esse é o nosso técnico, Fabio Carille é o nosso técnico”, afirmou Flávio Adauto na entrevista. Com a efetivação do então auxiliar-técnico Fabio Carille, Osmar Loss, que estava no comando da equipe sub-20 do Corinthians e que agora será o auxiliar-técnico da equipe principal.

Segundo Adauto, a prioridade do Corinthians era Reinaldo Rueda, atual treinador do Atlético Nacional, campeão da Copa Libertadores de 2016. “O foco era no número 1, o Reinaldo (Rueda). O empresário dirigiu as conversações. Ele tinha interesse, mas havia o problema de saúde dele”. Com a impossibilidade da contratação do treinador campeão continental, a diretoria começou a conversar sobre a efetivação de Carille, o que acabou sendo bom aceito e acontecendo. “A partir do momento da decisão (a impossibilidade de contratação de Rueda), conversamos sobre o assunto e foi uma das coisas mais bem recebidas no Corinthians nos últimos tempos (a efetivação de Carille)”.

A experiência de Fabio Carille no futebol

Fabio Carille foi braço direito de Tite em várias conquistas.

Fabio Carille foi braço direito de Tite em várias conquistas.

O novo técnico do Corinthians para 2017, Fabio Carille tem atualmente com 43 anos, e foi jogador de futebol atuando como lateral-esquerdo e zagueiro. Sua primeira participação como jogador foi em 1992 com 19 anos de idade no Sertãozinho F.C. , após isso passou por diversas equipes paulistas, entre elas o Corinthians em 1995, jogou pelo Paraná Clube em 1996, pelo Coritiba em 1996, pelo Santo André em 1999, pelo Clube Atlético Juventus em 2000 e Barueri time pelo qual se aposentou dos gramados 2007.

O único título conquistado por Fabio Carille como jogador de futebol foi o Campeonato Paranaense pelo Paraná Clube em 1996. Além disso, Fabio Carille conseguiu acessos significativos como o acesso para a Série A-1 do Campeonato Paulista pelo XV de Jaú em 1995, o acesso para a Série A-1 do Campeonato Paulista pelo Juventus em 2000 e o acesso para a Série A-1 do Campeonato Paulista pelo Barueri e o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro pelo Barueri ambos em 2006.

Fabio Carille já está no Corinthians há 8 anos e conhece muito o elenco do Corinthians, seu vínculo com o clube é de CLT (Carteira de trabalho), porém a partir de agora, Fabio Carille deve ter um contrato de um técnico normal. Antes de chegar no Corinthians, Fabio Carille iniciou sua carreira de auxiliar técnico no Barueriense por duas temporadas. Fabio Carille chegou ao Corinthians em 2009 e foi o braço direito de Mano Menezes, Adilson Batista, Tite e Cristovão Borges. Esteve presente como auxiliar técnico em várias conquistas do Corinthians, Campeonato Paulista e Copa do Brasil (2009); Campeonato Brasileiro (2011); Copa Libertadores e Mundial de Clubes da Fifa (2012); Campeonato Paulista e Recopa Sul-Americana (2013); Campeonato Brasileiro (2015). Portanto, o próprio currículo de Fabio Carille autentica a decisão da diretoria do Corinthians. Entre a saída de um técnico e outro, Fabio Carille assumiu o time em 10 jogos como treinador interino com 4 vitórias, 2 empates e 4 derrotas. Teve 10 gols marcados e 10 gols sofridos, alcançando 54% de aproveitamento, o melhor na era pós Tite.

Boas Apostas!