Em dia marcado pelo confronto entre Juventus e FC Porto no estádio do Dragão, válido pelas oitavas da Liga dos Campeões, a imprensa brasileira continua a abordar o interesse da pentacampeã italiana na contratação do zagueiro Lyanco. Depois da participação do atleta no Sudamericano sub-20, a negociação se intensificou.

Alexandre Pássaro foi a Itália

LyancoO advogado do São Paulo Alexandre Pássaro viajou recentemente para Itália a fim de conhecer até que ponto poderá ir a Juventus nessa intenção de assegurar os serviços de Lyanco. No retorno ao Brasil, Pássaro chegou com uma proposta na ordem dos R$ 19,7 milhões, equivalente a seis milhões de euros. A diretoria Paulista acredita que o valor pode subir e tenta encaminhar a negociação pacientemente, visto que a janela de transferências europeia fechou a 31 de janeiro e só reabrirá no verão do hemisfério norte. No fechamento da janela de inverno, a Juve chegou a apresentar uma proposta na ordem dos cinco milhões de euros por 80 por cento do passe de Lyanco, segundo o “GloboEsporte”, mas o fechamento do mercado impediu que os times chegassem a um consenso nessa matéria. Especulado para o Atlético de Madrid, o time “Colchonero” não terá avançado com uma proposta concreta pelo jogador. O rumor mais recente associado a Lyanco prende-se com o interesse do Manchester United em seus serviços. Na manhã de terça-feira, o tablóide inglês “Daily Mail” escreveu que os “Red Devils” estão dispostos a pagar dez milhões de euros pelo passe do jogador. Recorde-se que reforçar o setor defensivo é uma prioridade para José Mourinho, isto depois de não ter avançado para a contratação do zagueiro Victor Lindelof, do Benfica. Descendente de sérvios, Lyanco tem sua ida para a Europa facilitada por conta de possuir passaport europeu.

Lyanco

Foto: "R7 Futebol"

Foto: “R7 Futebol”

A cotação do zagueiro brasileiro aumentou com sua participação no Sudamericano sub-20, disputado entre janeiro e fevereiro. Convocado por Rogério Micale para defender a “Canarinha”, Lyanco Evangelista Silveira Vojnovic, jogador nascido em Vitória (ES) que possui nacionalidade brasileira e sérvia, foi habitual titular na zaga – foi totalista em pelo menos cinco partidas. Vale lembrar que o jogador chegou a representar o time de sub-20 da Sérvia antes de vestir a camisa da seleção brasileira.

Depois de se ter iniciado no Rio de Janeiro, na base do Botafogo, Lyanco abraçou o projeto proposto pelo São Paulo, time com o qual estreou como sénior em 2015. Aos 20 anos, o jogador que joga preferencialmente como zagueiro possui caraterísticas que permitem jogar em terrenos mais adiantadas, podendo desempenhar o papel de volante, exibindo uma versatilidade interessante. Olhando para as opções à disposição de Roger Ceni para a zaga do time, é provável que Lyanco ganhe seu espaço neste Paulistão. Embora Rodrigo Caio tenha permanecido, fator que dificulta a afirmação do promissor Lyanco, Ceni deverá dar espaço ao jovem para crescer, sobretudo nesta etapa de Estadual. Diego Lugano não tem mais capacidade outrora exibida, Breno terá que trabalhar bastante depois de um 2016 sem atuar e Lucão parece surgir atrás de Lyanco nessa hierarquia. Há ainda Douglas Bacelar, jogador que retornou ao Brasil depois de uma aventura na Ucrânia com a camisa do Dnipro e ainda não estreou com a camisa do São Paulo. Com 22 partidas com a camisa do time principal do São Paulo e um gol, Lyanco tem contrato até final de 2018 com o clube, mas dificilmente permanecerá até essa altura.

Boas Apostas!