O Sport Recife fez um Campeonato Brasileiro de 2016 em um nível que deixou a desejar a torcida do Leão, como é conhecido o time do Sport Recife. Após ter no comando o técnico Oswaldo Oliveira comandando o time no Campeonato Brasileiro até a 30ª rodada, quando o time perdeu para a Chapecoense em Chapecó por 3×0, o Sport se viu sem técnico após o Corinthians contratar Oswaldo de Oliveira para ser seu novo técnico. A partir da 31ª rodada, Daniel Paulista que era auxiliar técnico de Oswaldo de Oliveira assumiu como técnico interino do Sport e se encarregou de conduzir o time em busca da permanência do time na Série A para a temporada de 2017.

Daniel Paulista comemorando Campeonato Pernambucano 2010.

Daniel Paulista comemorando Campeonato Pernambucano 2010.

O Sport ficou em uma situação complicada, pois o Campeonato Brasileiro de 2016 se encontrava na reta final e trazer um novo técnico ficou difícil, seria necessário um técnico de alto nível e com um contrato de risco, correndo o risco de um possível rebaixamento. Daniel Paulista já era um velho conhecido do Sport, com duas passagens pelo Sport como jogador na posição de volante em duas ocasiões, 2008 e de 2009 a 2011, ajudando o time a conquistar o Campeonato Pernambucano e Copa do Brasil de 2008 e o Campeonato Pernambucano de 2010. Assim que foi solicitado, Daniel Paulista assumiu o time sem medo na reta final do Campeonato Brasileiro de 2016, após 8 jogos a frente do time, o Sport venceu quatro partidas, empatou uma e perdeu três partidas, livrando o Sport Recife do rebaixamento, terminando a competição na 14ª posição com 4 pontos a mais do que o rebaixado Internacional. Daniel Paulista de 34 anos integra a comissão técnica desde 2014.

Anúncio do novo técnico do Sport

Thiago Duarte será o auxiliar técnico de Daniel Paulista.

Thiago Duarte será o auxiliar técnico de Daniel Paulista.

Quando Daniel Paulista recebeu a oportunidade para comandar o time para o resto do Campeonato Brasileiro de 2016 após a saída de Oswaldo Oliveira, Daniel Paulista comentou: “Eu não estou aqui nessa função à toa. Não cheguei à toa. Desde a minha época como atleta eu já tinha isso em mente e sempre me preparei. Tive o privilégio de passar em grandes clubes e trabalhar com os melhores. A gente tira um pouco de um, de outro e vai armazenando isso. Busquei mais conhecimento quando pus um ponto final na minha carreira de jogador. Me vejo totalmente preparado para isso.” … ” Eu vou me comportar como sempre me comportei como atleta. Sempre preguei ser verdadeiro, honesto e justo dentro das minhas convicções e não posso mudar agora. Estaria indo de encontro com tudo que já fiz. Tenho que ser o de sempre.” Finalizou o novo técnico do Sport Recife.

Após oito jogos no comando do Sport na reta final do Campeonato Brasileiro de 2016, o técnico interino Daniel Paulista conseguiu esta permanência na Série A de 2017 e ainda beliscando uma vaga para a Copa Sul-Ameircana. O Ex-analista de desempenho do clube, Thiago Duarte, segue como auxiliar de Daniel Paulista. Daniel Paulista recebeu o reconhecimento da diretoria do clube e foi contratado como novo técnico do time para a temporada 2017. “Conversamos com vários nomes e Daniel teve a preferência de toda a diretoria. Ele tem muita personalidade e mostrou-se bastante preparado. Temos a consciência e convicção de que ele pode fazer um grande trabalho no Sport. É o melhor nome nesse momento”, disse Gustavo Dubeux, vice-presidente do clube.

Um fator muito importante para a permanência do técnico para a próxima temporada foi a opinião dos próprios jogadores do time que pediram a continuação do técnico para 2017, o lateral Renê, o meia Everton Felipe e o zagueiro Durval se manifestaram publicamente sobre o assunto.  Vamos ver alguns depoimentos do elenco do Sport sobre o novo treinador: “Acho que ele é um cara que nos ajudou muito na reta final da Série A. Ele fez um bom trabalho e se for olhar por isso, deve permanecer. Tem eleição e acho que tudo depende disso, mas acredito que deve ficar pelo que fez” comentou o lateral-esquerdo Renê. “Na minha opinião, ele deve ficar. Conhece o Sport, jogou aqui e vive isso. Tem raça e sabe como o torcedor gosta que o time jogue. O grupo abraçou. Falei assim que ele assumiu que foi a melhor coisa que o Sport fez na época porque ele já estava aqui. Em nenhum momento quis resolver tudo sozinho. Conversou com todo mundo, pegou a opinião e livrou o time.” Comentou o meia Everton Felipe.

Boas Apostas!