O Tianjin Quanjian, time da SuperLiga chinesa treinado por Fabio Cannavaro, está interessado na contratação do atacante belga Romelu Lukaku. A confirmação foi dada pelo técnico transalpino, mas a negociação só poderá avançar na próxima janela de transferência, uma vez que o mercado chinês já encerrou.

LukakuA saída de Luís Fabiano para o Vasco da Gama obrigou a diretoria do Tianjin Quanjian a procurar nova solução para o centro do seu ataque, até porque a promoção ao principal escalão do futebol chinês obriga a subir de patamar do ponto de vista qualitativo – recordar que já fechou com Alexandre Pato. Porém, o negócio só se poderá concretizar na próxima abertura do mercado na China. Afastada que está a possibilidade de contratar Kostas Mitroglou, atacante grego do Benfica que atravessa uma grande fase em Portugal, o Tianjin Quanjian já estuda alternativas para sua frente de ataque. O dinheiro não é problema para o time asiático, tal como comprovam os mais de 40 milhões de euros – valores apresentados pela imprensa portuguesa – apresentados à diretoria do Benfica para ceder o jogador, mas o próprio terá negado rumar ao campeonato chinês por considerar que está feliz em Lisboa com a “águia ao peito”, acreditando que ainda tem muito para dar no futebol europeu. Ainda em Portugal, o Tianjin Quanjian tentou se aproximar do holandês Bas Dost, jogador dos também lisboetas do Sporting que é o artilheiro do campeonato português e que, tal como Mitroglou, rejeitou a possibilidade de rumar à China nessa altura da carreira. Esta quinta-feira, a imprensa internacional avançada que os chineses estarão interessados na contratação do atacante Romelu Lukaku, jogador que tem sido decisivo na campanha dos britânicos do Everton.

Cannavaro acredita que Lukaku é alvo possível

Romelu-LukakuQuestionado pela imprensa chinesa quanto às reais hipóteses de o Tianjin Quanjian chegar a acordo com o internacional belga, o agora técnico Fabio Cannavaro se apresentou otimista, dando a ida do brasileiro Oscar para o Shanghai SIPG como exemplo: “É possível negociar com o Lukaku, porém o Everton não o pretende liberar. Algumas pessoas pensam que jogdor jovem não vem para a China, mas penso que se adequava perfeitamente. Olhem o Oscar, tem 25 anos, deixou o Chelsea pelo Shanghai SIPG. O futebol é igual em todo o mundo, os jogadores querem é estar em times vencedores”.

Dinheiro não é problema para a diretoria do clube, com o principal problema a residir precisamente na vontade do jogador. Se o elevado salário é um fator que poderá aproximar Lukaku do Tianjin Quanjian, deixar a Premier League para atuar na SuperLiga chinesa  aos 23 anos – cumpre 24 em maio – certamente deixará o jogador de pé atrás. Ídolo no Everton, histórico da cidade de Liverpool, Lukaku está a realizar uma boa temporada e leva 18 gols em 27 jogos oficiais com a camisa dos “Tofees” nessa temporada. No mês de fevereiro, frente ao Bournemouth, foi autor de um “póker” na vitória do Everton sobre o Bournemouth por seis a três. Além de todas as contrariedades citadas, acresce o fato de Lukaku saber que vários clubes europeus estão interessados em garantir sua contratação no próximo verão. Certo é que o Tianjin Quanjian está determinado em concretizar sua abordagem por Romelu Lukaku na reabertura do mercado, tentando juntar mais um internacional belga ao seu elenco depois de já ter contratado Axel Witsel.

Boas Apostas!