A temporada 2016 chegou ao fim e após conseguir chegar na sexta colocação do Campeonato Brasileiro, roubando uma vaga na Pré-Libertadores de times grandes como São Paulo, Corinthians e Fluminense, agora o Furacão, como é conhecido o Clube Atlético Paranaense, já começa projetar como será sua próxima temporada. O atacante Grafite, ex-Santa Cruz já foi confirmado como reforço, a diretoria do clube e o próprio técnico Paulo Autuori prometeu manter a base que vinha jogando em 2016 e deverá trazer mais alguns reforços para 2017.

Jonathan em sua apresentação no Atlético Paranaense.

Jonathan em sua apresentação no Atlético Paranaense.

A diretoria do Clube Atlético Paranaense anunciou a contratação do lateral-direito Jonathan nesta quinta-feira (22). O atleta oriundo das categorias de base do Cruzeiro, teve passagens profissionais pelo próprio Cruzeiro, Santos FC onde foi campeão da Libertadores de 2011, atuou na Itália pela Inter de Milão e Parma, Fluminense e divisões de base da seleção brasileira Sub-17. O atleta esteve no Centro de Treinamento Alfredo Gottardi, o “CT do Caju”, para fazer exames médicos que o aprovaram para a assinatura do contrato.

Em coletiva de imprensa da sua apresentação, Jonathan comentou sobre seu novo clube: “A estrutura aqui é maravilhosa. Já trabalhei com o Paulo (Autuori) que me falou muito bem do clube. Joguei várias vezes contra o Atlético e a torcida apoia o tempo todo. Espero contribuir com bons jogos”…”O clube faz com que a carreira do jogador fique mais longa e acho que posso ajudar muito com a minha experiência. Voltar a disputar uma Libertadores também será importante” comentou o novo jogador do Atlético Paranaense.

O lateral-direito Jonathan

Jonathan atuando pela Inter de Milão.

Jonathan atuando pela Inter de Milão.

O lateral-direito de 30 anos Jonathan Cícero Moreira, tem dupla nacionalidade, brasileiro e italiano por ter passado cinco anos no futebol italiano servindo a Inter de Milão e o Parma. Formado nas categorias de base do clube mineiro Cruzeiro, onde chegou em 2000 com 13 anos de idade e revelado profissionalmente em 2005 com 18 anos de idade, ficou no Cruzeiro até 2010, ajudando o clube a conquistar três Campeonatos Mineiros (2006, 2008 e 2009), além do Campeonato Internacional de Verano em 2009.

No final de 2010, Jonathan vinha de uma sequencia de lesões, porém mesmo assim o atleta interessou ao Santos FC, clube que pagou cerca de 2 milhões de Euros pela contratação do lateral-direito. Seus problemas físicos continuaram acontecendo, mesmo assim participou de partidas que deram ao Santos FC os títulos do Campeonato Paulista e Copa Libertadores de 2011. Foi contratado pela Inter de Milão na metade de 2011 e após não render o esperado, foi emprestado para o Parma. Em 2015 retornou ao Brasil e atuou pelo Fluminense em 24 partidas, quase todas como titular, seu contrato acabou em dezembro de 2016. Agora em 2017, atuará pelo Clube Atlético Paranaense, onde terá a chance de disputar a Copa Libertadores da América.

Atlético Paranaense na Pré-Libertadores 2017

Arena Atlético Paranaense, casa do Furacão.

Arena Atlético Paranaense, casa do Furacão.

Com a conquista da vaga para a 2ª fase da Pré-Libertadores, após sorteio da CONMEBOL, ficou definido que o Atlético Paranaense enfrentará o clube colombiano Milionários que já participou de 15 edições do torneio, chegando a quatro semifinais. Se passar pelo Milionários, vai enfrentar Universitario (PER), Táchira (VEN) ou Deportivo Capiatá (PAR) – para chegar à fase de grupos. Chegando a fase de grupos, cairá no grupo da morte, juntamente com Flamengo, Universidad Católica (CHI) e San Lorenzo (ARG). Para isso, o Atlético poderá contar com seu moderno estádio padrão FIFA, a Arena Atlético Paranaense, com capacidade para 42.370 torcedores. A Arena Atlético Paranaense foi o grande trunfo do Furacão na campanha do Campeonato Brasileiro de 2016, onde teve o melhor aproveitamento de mandante da competição, jogando em casa, foram 15 vitórias, 3 empates e somente 1 derrota por 0x1 para o Palmeiras campeão do campeonato.

O Atlético Paranaense já teve quatro participações e vai para sua quinta Libertadores, em 2000 chegou as oitavas de final e foi eliminado pelo Atlético Mineiro. Em 2002, após ser Campeão Brasileiro em 2001, fez sua pior campanha, após um desmanche de elenco, o time foi eliminado na fase de grupos com apenas uma vitória. Em 2005 chegou a grande final da Libertadores, porém seu estádio não suportava 40 mil pessoas e após ter o pedido de usar o estádio do seu rival Coritiba negado, se viu obrigado a mandar o jogo no estádio do Internacional no Rio Grande do Sul, a mais de 800 km de distância, com isso foi bem prejudicado e acabou perdendo a Libertadores de 2005 para o São Paulo que foi campeão mundial naquele ano e era comandado pelo técnico Paulo Autuori, que hoje é técnico do Atlético. Em 2014 caiu na fase de grupos com três vitórias e três derrotas. Agora em 2017, o Furacão terá mais uma chance de mostrar seu valor.

Boas Apostas!