A Real Federação Espanhola de Futebol comunicou este domingo (22) que a Supercopa 2018, entre Barcelona e Sevilha, se disputará “além fronteiras” pela primeira vez. Marrocos, no norte de África, vai receber a discussão do troféu.

TangerPela primeira vez em toda a história, o troféu que inaugura a época esportiva em Espanha será discutido fora do país, nesse caso, no Marrocos. O estádio Ibn Battouta, em Tânger, vai ser palco do confronto entre Barcelona e Sevilha, emblemas que vão discutir o troféu a um só jogo, ao contrário do que vem sendo usual nos últimos anos. O palco que vai receber o desafio entre o campeão em título e o finalista vencido da Copa do Rei – derrotado pelos “Culés”, claro está – tem capacidade para cerca de 45 mil torcedores.

Após varias candidaturas falhadas para receber uma edição da Copa do Mundo – o estádio Ibn Battouta integrava a candidatura à organização da prova em 2026 -, Marrocos se prepara para receber mais uma Supercopa internacional, sendo certo que esse não é caso único. Inaugurado em 2011, o estádio que habitualmente serve de casa ao IR Tanger recebeu a última edição da Supercopa da França, ganha pelo PSG ao Mónaco por duas bolas a uma. Esse palco também estaria destinado a receber jogos da Copa das Nações Africanas 2015, prova cuja organização acabou por ser retirada a Marrocos.

Barcelona quer reconquistar troféu perdido

A nível interno, o único troféu que escapou ao Barça na época passada foi mesmo a Supercopa, perdida para o Real Madrid em uma final ainda disputada com ida e volta que terminou com um resultado agregado de 5-1. No ano anterior, em 2016, os catalães tinham vencido o troféu precisamente em uma decisão disputada com o Sevilha. Na verdade, essa será a terceira ocasião em que Barcelona e Sevilha se defrontam em uma decisão da Supercopa nos últimos dez anos, sendo que os “Culés”, vencedores máximos da competição, triunfaram sempre.

Realizada desde 1982, essa também será a primeira vez que a Supercopa da Espanha se discutirá a um só jogo. O duelo está marcado para o dia 12 de agosto às 21h00 (Portugal continental), hora escolhida para “fugir” ao período de maior calor.

De entre os dois emblemas a concurso, o Sevilha foi sempre o que demonstrou menos agrado para com essa possibilidade que agora se concretiza: a de jogar essa partida fora de Espanha.

Boas Apostas!