Começou bem, terminou mal. A noite era de expetativa no Morumbi com a estreia de Lucas Pratto, grande reforço do “tricolor Paulista” para essa temporada, mas o Mirassol não alinhou na cortesia e conquistou um ponto.

Pratto se estreia com gol

Foto: "Gazeta Press"

Foto: “Gazeta Press”

O torcedor que foi ao Morumbi para assistir à estreia de Lucas Pratto com a camisa do São Paulo deu seu tempo por bem empregue logo aos nove minutos do primeiro tempo, altura em que o atacante argentino se estreou a marcar com a sua nova camisa. O principal reforço do “tricolor Paulista” para essa temporada fez o primeiro gol da partida e abriu o caminho para uma noite que tinha tudo para ser de tranquilidade.

Satisfeita com a vitória na Vila Belmiro (1-3) frente ao rival Santos, a expetativa da torcida (mais de 43 mil nas arquibancadas) passava por manter o bom momento,  deixando para trás das costas a derrota (2-4) em Osasco logo na primeira rodada. A tranquilidade acabou por ser a principal inimiga do “Tricolor Paulista”, time que aumentou a vantagem no segundo tempo com um gol de Rodrigo Caio aos oito. A margem dava azo a algum relaxamento, mas o São Paulo pagaria a fatura bem cara, até porque não era o caraterístico jogo de sentido único. Se é legítimo afirmar que foi o São Paulo quem dominou as ações, importa referir que, com suas armas, o Mirassol sempre se esforçou para contrariar o maior ascendente dos donos da casa, procurando crescer no jogo e se lançando com ataques rápidos em constantes ameaças à baliza de Sidão, reforço do time treinador por Ceni.

Xuxa gelou o Morumbi

XuxaCom exatamente 30 minutos do segundo tempo, Rafhel Lucas aproveitou uma desatenção do zagueiro Maicon para reduzir a distância. A partir daí, o jogo mudou. O time forasteiro acreditou que era possível empatar o duelo, o São Paulo manteve sua postura ofensiva na busca pelo terceiro gol, coincidindo com o crescimento do adversário. O time treinado por Moisés Egert chegou à igualdade já para lá dos 90 minutos, com um gol de Cássio Luís Rissardo, experiente meia conhecido por Xuxa no mundo do futebol, experiente nos escalões secundários do futebol brasileiro. O risco ao qual o São Paulo de Roger Ceni se prestou implicou o pagamento de uma fatura demasiado cara. A frustração tomou conta do “tricolor Paulista”, incapaz de chegar à quarta vitória consecutiva em uma noite que tinha tudo para ser de festa com a estreia de Lucas Pratto no time.

Na noite da próxima quarta-feira, o São Paulo disputa novo jogo em casa, frente ao São Bento. O primeiro grande desafio nesse Estadual está marcado para março, quando se deslocar ao Allianz Parque para enfrentar o rival e campeão brasileiro Palmeiras.

Boas apostas!