O camaronês Samuel Eto’o pode se tornar o próximo grande nome a rumar ao futebol chinês. Cerca de 18 anos depois de se ter estreado ao mais alto nível no futebol europeu com a camisa dos espanhóis do Leganés, o atacante africano continua a demonstrar faro para o golo ao se destacar no futebol turco. O Dalian Yifang está interessado nos seus serviços.

Samuel EtooEspanha, Itália, Rússia, Inglaterra, Turquia e… China? Samuel Eto’o construiu a sua história no futebol europeu – brilhando sobretudo em Espanha e Itália – e aos 35 anos encontrou o seu espaço no futebol turco. Após uma passagem menos feliz pela Sampdoria 2014/15, o atacante camaronês rumou aos turcos do Antalyaspor e o desempenho na primeira temporada foi satisfatório, sobretudo para um atleta com 35 anos nas pernas: 20 golos em 32 jogos. Este ano, leva nove golos marcados em 18 jogos, assumindo um papel decisivo na luta da sua equipa pelo acesso às competições europeias. A boa forma do atleta não passou em claro aos chineses do Dalian Yifang, interessados em garantir o seu concurso.

Lopez Caro, espanhol que orienta o time da Segunda Liga chinesa, terá solicitado junto da diretoria do clube a contratação de Samuel Eto’o. O clube fez uma abordagem junto do empresário do jogador e a resposta foi positiva, demonstrando interesse em negociar com o clube asiático. No entanto, há um obstáculo na negociação: A base salarial pedida por Eto’o é entendida como demasiado alta pelos responsáveis do Dalian Yifang. A diretoria não está disposta a oferecer um salário na ordem dos 4,5 milhões de euros pedidos pelo atleta, segundo apurou o jornal “Marca”. A intenção do clube passa por tentar baixar a pretensão de Eto’o e investir num contrato por objetivos.

“League One” chinesa à prova de veteranos

Luís Fabiano foi o artilheiro da League One chinesa 2016

Luís Fabiano foi o artilheiro da League One chinesa 2016

Na última temporada, o brasileiro Luís Fabiano foi o artilheiro da League One chinesa ao serviço do Tianjin Quanjian, clube que ascendeu ao principal escalão e agora procura substituto para o avançado que regressou ao Brasil e assinou contrato com o Vasco da Gama – Kostas Mitroglou, do Benfica, foi abordado, mas terá rejeitado a mudança nesta fase da carreira. O segundo artilheiro da última edição da competição foi o possante Nysha Mushekwi, precisamente jogador deste Dalian Yifang. Lopez Caro quer juntar Eto’o a Mushekwi na frente de ataque, jogador natural do Zimbabwe que fez a maior parte de sua carreira em África e até representou a sua seleção nacional na mais recente edição da Taça das Nações Africanas, nesse início do ano de 2017. De olhos postos na subida à SuperLiga chinesa e aos milhões proporcionados pela participação na prova, o Dalian Yifang espera contar com Eto’o, jogador que seria o terceiro jogador estrangeiro do plantel, para além de Mushekwi e do romeno Budescu. Mohamed Bangura, atacante que na época passada representou o clube mas fez apenas três gols, deixou a China para regressar ao futebol sueco e representar o Dalkurd FF.

Boas Apostas!