Oscar, Elkeson e Hulk são campeões. O trio brasileiro mais mediático da Superliga chinesa interrompeu a hegemonia do Guangzhou Evergrande e celebrou a conquista do título no último final de semana. Olhemos para as contas finais da competição.

Foto: "STR/AFP"

Foto: “STR/AFP”

O Shanghai SIPG, vice-campeão em 2017, pôs fim ao reinado do Guangzhou Evergrande, time que o brasileiro Luiz Felipe Scolaria havia abandonado no final do último ano. Em solo chinês, a festa se fez novamente em tons de amarelo e vermelho, mas desta feito foi o Shanghai SIPG que celebrou ao terminar no topo da tabela com 68 pontos conquistados, mais cinco que o Guanzghou Evergande, apresentando o segundo ataque mais concretizador (77 gols) e a zaga menos vazada (33 tentos encaixados). Em termos individuais, maior destaque para Oscar, brasileiro que terminou no topo da lista de jogadores com mais assistências para gol – 18 no total.

Para além do novo campeão, também se apuraram para a Liga dos Campeões da Ásia o Guangzhou Evergrande (2º) e o Shandong Luneng (3º), ambos com brasileiros. Anderson Talisca foi o elemento em maior destaque ao serviço do Guangzhou e o emblema chinês adquiriu o passe do jogador ao Benfica a título definitivo. Paulinho, Alan e Ricardo Goulart também integraram o elenco mandado pelo ex-campeão do mundo pela Itália Fábio Cannavaro. No Shandong, o ex-Corinthians Gil deu seu contributo na zaga, enquanto Roger Guedes e Diego Tardelli deram seus contributos no ataque. Na equipe técnica liderada por Li Xiaopeng estava ainda o brasileiro Lucas Cerqueira, treinador de goleiros.

Rebaixamento

Jonathan Goiano, ex-Sport, não teve motivos para celebrar. O atacante de 28 anos caiu junto com o Tianjin Teda ao terminar na penúltima posição da pauta classificativa com os mesmos 32 pontos que o Changchun Yatai e o Chonhqing Lifan, times que escaparam à queda. O Guizhou Zhicheng, sem brasileiros mas com o ex-Atlético Mario Suárez, terminou como “lanterna vermelha” com apenas 24 pontos.

Estatísticas gerais

Para os apostadores, esses são dados valiosos para conhecer melhor a realidade do campeonato chinês. Ao todo, em 240 desafios englobados na Superliga chinesa 2018, foram apontados 728 gols, o que perfaz uma média de aproximadamente 3,20 gols/jogo. 49 por cento deses 240 desafios (117) foram ganhos pelo time mandante, 28 por cento pela equipa forasteira (68) e 23 por cento terminaram empatados (55). 99 partidas tiveram menos de três gols (menos de 2.5 gols), 141 tiveram três ou mais gols (mais de 2.5 gols). O resultados que mais se verificou foi o 1-1 (29 partidas).

Wu Lei foi o artilheiro da competição com 27 gols. Oscar liderou nas assistências e teve outro brasileiro em destaque nesse plano: Diego Tardelli, jogador que mais vezes apontou dois gols em um só jogo – no caso, por cinco vezes.

Boas apostas!