A semana futebolística fica marcada pela realização dos primeiros quatro confrontos válidos pelas oitavas da Liga dos Campeões 2016/17. Todas as atenções se viram para Paris, Lisboa, Madrid e Munique, cidades que acolhem a principal prova de clubes do continente europeu nessa semana. O Apostas aborda essa fase a nível estatístico.

PSG – Barcelona

Foto: "Getty Images"

Foto: “Getty Images”

A sorte tem se encarregado de colocar PSG e Barcelona frequentemente em duelo na principal prova da UEFA. Os dois encontros dessas oitavas de final serão, respetivamente, o 7º e o 8º duelo entre franceses e espanhóis desde a temporada 2012/13, quando se defrontaram nas quartas da competição. Já em 2014/15, os dois times se encontraram por quatro vezes numa só edição da competição, avançando a partir do grupo F para mais tarde se encontrarem nas quartas. Nesses seis compromissos, a superioridade “Culé” é evidente: Além de ter seguido para as semis nas duas vezes em que encontrou o PSG nas quartas, o Barcelona venceu três vezes (precisamente os três embates mais recentes), empatou dois e só perdeu uma vez, por três a dois, no Parc des Princes, na fase de grupos de 2014/15.

Em termos de aproveitamento nas oitavas, o PSG leva a melhor sobre o adversário direto em termos percentuais, situação que se explica pelo menor número de apuramentos para essa fase. Enquanto os homens da capital francesa conseguiram se classificarpara as quartas nas quatro vezes em que disputaram as oitavas (aproveitamento 100 por cento), o time catalão seguiu em frente em 10 das 12 ocasiões que participou das oitavas (aproveitamento de 83 por cento) e não falhou o acesso nas últimas nove épocas. Na atual edição da Liga dos Campeões europeus, só há dois times que podem se gabar de terem mais presenças nas oitavas: Real Madrid (13) e Arsenal (13).

Campeões de seus países, PSG e Barcelona chegam a esse confronto da segunda posição das respetivas tabelas nacionais. O time francês vai ter que lutar bem mais que na última época para vencer a Ligue 1 e o Barcelona também não vai ter vida fácil se o Real Madrid vencer as duas partidas que tem em atraso.

Benfica – Borussia Dortmund

Benfica volta a enfrentar adversário alemão. Foto: "AFP"

Benfica volta a enfrentar adversário alemão. Foto: “AFP”

A boa campanha dos benfiquistas na Liga dos Campeões 2015/16 só terminou nas quartas. O time português “caiu de pé” frente ao Bayern de Munique e agora espera conseguir melhor frente aos também alemães do Borussia Dortmund. O estádio da Luz recebe a partida de ida entre duas equipas que cumprem a quarta participação nas oitavas desde que a Liga dos Campeões tem o atual formato. No que diz respeito a classificações para as quartas, o Benfica leva vantagem em relação ao adversário, com três presenças nas quartas em três disputas, enquanto o Borussia Dortmund se classificou duas vezes. O time germânico visita Lisboa pela segunda vez nessa edição da prova, depois de ter vencido o Sporting no Alvalade por dois a um. Líder do grupo F com 14 pontos, mais dois que o Real Madrid, o Borussia Dortmund bateu o “record” de golos em jogos da fase de grupos com 21 golos marcados em seis jogos, estatística impressionante que contou com o contributo de dois resultados épicos frente aos poloneses do Légia Varsóvia: 0-6 e 8-4.

O tricampeão português e o vice-campeão alemão realizam disputam o único embate dessa primeira semana entre clubes que já venceram pelo menos uma edição da Taça dos Campeões Europeus/Liga dos Campeões. As duas equipas não atravessam as melhores fases da temporada e o Borussia até chega em Lisboa após uma derrota no terreno do “lanterna vermelha” Darmstadt por dois a um.

Bayern – Arsenal

Foto: "AFP"

Foto: “AFP”

Se encontros entre PSG e Barcelona começam a se tornar um “habitué” na máxima prova de clubes do continente europeu, o mesmo se pode dizer de Bayern – Arsenal nas oitavas da competição. Depois de se terem encontro em 2012/13 e 2013/14 nessa fase da competição, ingleses e alemães voltam a lutar por um lugar entre os oito finalistas. Vencedor do grupo A à frente dos franceses do PSG, nem assim os londrinos se livraram de um rival difícil nessa primeira eliminatória. É preciso recuar até 2009/10, quando o Arsenal eliminou o Porto, para encontrar a última classificação dos “Gunners” para as quartas. Desde então, Barcelona, AC Milan, Bayern (2), AS Mónaco e Barcelona impediram o acesso do Arsenal à fase seguinte.

O Bayern de Munique, eliminado nas semis da última edição pelo Atlético de Madrid, quer começar a construir seu acesso à fase seguinte já neste jogo de ida e a verdade é que tem a seu favor um histórico notável: 15 vitórias nos últimos 15 jogos em casa para a Liga dos Campeões. Nas últimas 12 presenças nas oitavas, avançou nove vezes para as quartas e sempre se classificou nas últimas cinco épocas. Carlo Ancelotti, obreiro de “La Décima” com o Real Madrid e timoneiro de dois sucessos europeus com o AC Milan, quer mostrar seu “pedigree” europeu na Baviera.

Real Madrid – Nápoles

Foto: "Laurence Griffiths"

Foto: “Laurence Griffiths”

Atual detentor do troféu e máximo vencedor da prova com 11 edições no seu palmarés, o Real Madrid tem um desafio bem duro pela frente nessas oitavas da Liga dos Campeões. O Nápoles, vencedor do grupo B e um dos projetos futebolísticos mais interessantes nessa temporada europeia, vai dar trabalho aos “Merengues”. A viver uma das melhores fases da temporada, o Nápoles vai ao Bernabéu com a lição bem estudada e querendo jogar olhos nos olhos com os donos da casa. O time do sul da Itália nunca abdica de seu estilo e isso foi visível em todas as partidas da fase de grupos da Liga dos Campeões, com os italianos a conquistarem sete dos nove pontos disputados fora do seu estádio, o mítico San Paolo.

Apurado para as quartas nas últimas seis épocas, o Real Madrid encontra um time do Nápoles bem menos experiente no atual formato da Liga dos Campeões, com apenas um presença nas oitavas (2011/12, contra o Chelsea) e nenhum acesso às quartas. Os dois times não se encontram na Champions League desde a década de 80.

Boas Apostas!