O primeiro passo a dar na hora de apostar em um evento é estudá-lo muito bem.  E se, mesmo depois de o analisar, ainda não estiver certo do que deve fazer? O melhor é não apostar. Tal como expressa o título, se não tem certeza do que está fazendo, então o melhor é se resguardar. É normal ver apostadores menos experientes colocarem apostas bem incertas, situação que resulta em perdas significativas da banca. Isso não pode nem deve acontecer, visto que coloca em risco toda a sua banca, bem como a estratégia que definiu previamente e de forma fria para o médio/longo prazo.

Uma só partida pode ter mais de 50 tipos de mercados para apostas esportivas associados, algo que é naturalmente atrativo para o comum jogador. As opções para apostar são cada vez mais diversas, mas isso pode ter um lado perverso e prejudicial, principalmente para a sua banca. O nosso cérebro está sempre procurando novas informações e, tendencialmente, poderá influenciá-lo a tomar uma decisão com foco nos ganhos potenciais, importando atentar nesse termo. É isso que precisa controlar: seus ímpetos baseados na obsessão por um grande prémio. Há que ter controlo ao invés de sair tomando decisões das quais se possa vir a arrepender, pois o prémio pode ser bom, mas a perda resultante desse investimento pode ser lesiva para si. Ser um bom apostador esportivo exige disciplina: é errado apostar em tudo se baseando na ilusão de que conseguirá uma boa grana. Você deve ter certeza do que está fazendo par, no longo prazo, olhar para sua banca e sentir que compensou ter investido tanto seu dinheiro quanto seu tempo, dois preciosos bens.

Será inteligente deixar de apostar? Como vou beneficiar assim?

A resposta à primeira pergunta é: sim, é inteligente ficar de fora (não apostar) nos momentos em que está tendo dúvidas. Se não está seguro na hora de abordar um determinado evento e se sente dominado pela indecisão de apostar ou não, optar por não jogar é mesmo a melhor opção. Na sequência desse raciocínio, interrogar-se-á: como assim? Se não apostar, como consigo ganhar dinheiro? De facto, se não apostar, então não tem a possibilidade de ganhar. No entanto, veja as coisas de uma outra perspetiva: se não apostar em um evento sobre o qual não tem certezas, é certo que você perde a chance de ganhar, mas também não perde dinheiro. Assim, o montante que se preparava para investir poderá ser guardado para “atacar” evento/cenário com o qual se sinta mais identificado. Esse é um silogismo simples, lógico e subordinado a um outro pensamento: perceber que isso “é uma maratona e não um sprint”. Se você não apostar, evitará a exposição à incerteza e ao fator “sorte”, não desperdiçando sua banca. Essa capacidade de não ser impulsivo na hora de apostar é algo que tem que partir da sua cabeça. Uma vez mais, relembre que apostar (e sobretudo apostar bem) é sobre disciplina.

Não tem certeza? Não aposte!

Não apostar em caso de incerteza revela inteligência emocional

Começamos por definir “inteligência emocional”, um conceito do domínio da Psicologia que considera a capacidade do ser de reconhecer e avaliar seus sentimentos bem como os de com quem interage, mobilizando assim soluções para lidar com eles. Assim, a inteligência emocional pode ser determinante na hora de tomarmos decisões, na medida em que os desfechos das apostas despoletam sentimentos que levam com que o apostador tenha determinada reação.

Já abordámos a importância de lidar com as emoções no mundo das apostas esportivas e de as gerir/controlar. Fica de fora quando as incertezas se sobrepõem às certezas é um traço que revela inteligência emocional e controle. É preciso discernir, analisar e perceber em que situações é que as probabilidades de ganhar são superiores às de perder. Menorizar o risco é determinante e apostar em cenários incertos é contribuir para a maximização dos mesmos. Parar por um minuto para mensurar o risco é importante em todos os momentos, independentemente do seu histórico recente de apostas. Saber evitar e ter discernimento para fazê-lo é determinante.

Para quem aposta apenas por diversão e costuma jogar a menor unidade possível em uma múltipla com um possível retorno de milhares (e uma probabilidade ínfima de dar cert0), é claro que todas essas questões tendem a ser relativizadas. No entanto, quanto você aborda o mercado após um estudo mais prolongado e investe tempo e dinheiro, tudo muda de figura e entram em cena todas essas questões ligadas ao domínio emocional.

Erro comum

No mundo das apostas esportivas existem eventos todos os dias. É, no mínimo, tentador. Então sim, é claro que esse erro de investir mesmo quando não se tem certeza do que se está fazendo é muito comum e todos os jogadores já o cometeram em algum momento do seu percurso, sobretudo enquanto iniciantes em apostas esportivas. À medida que você vai ganhando experiência, se torna um apostador mais maduro na abordagem ao mercado, deixando de apostar por impulso. Independentemente disso, tenha a noção que os verdadeiros apostadores esportivos, principalmente os profissionais, não apostam em cenários incertos. Se depois de estudarem muito uma partida chegarem na conclusão que não estão confortáveis com as probabilidades, então eles não vão apostar.

Apostar quando se está indecisivo é, não raras vezes, correr um risco demasiado grande para os possíveis ganhos. Quando está apostando contra a casa de apostas já esta em desvantagem, uma vez que as cotações costumam não ser as mais justas. Se você opta por investir em cenários incertos, essa desvantagem só aumenta. Nas próximas apostas que fizer, pense se tem para si que está a fazer o correto. Só assim conseguirá vantagem e bons ganhos. É claro que, mesmo tendo quase a certeza do resultado, é possível que perca apostas. O esporte é muito imprevisível e sempre tem surpresas. Ainda assim, tendo em conta o fator imprevisibilidade e todas as variáveis incontroláveis do jogo, você deve apostar da melhor forma para não ter prejuízos. Tem de atentar a todos os pormenores de uma partida e apostar quando tiver certeza do que está fazendo. Sua sensibilidade é essencial.

Cair é aprendizado

Certamente vai aprender com seus erros, o que fará com que identifique esses momentos de incerteza. Há que dominar sua mente e, tão ou mais importante que isso, controlar suas emoções. Não se deixe iludir por potenciais ganhos, até porque eles são somente isso: potenciais. Também não se deixe iludir por ganhos fáceis, não existem “apostas certas”, você se move em um meio imprevisível como o do esporte. Tudo o que é bom demora a alcançar e uma banca bem composta não é exceção. Pense a médio/longo prazo e vai ver que, no fim das contas, conseguirá alcançar uma boa quantia. A prudência é a melhor conselheira e seu percurso de apostador será feito de muitos altos e baixos, mas a experiência trará sabedoria e fará com que consiga lidar com os baixos e converter toda a negatividade em sucessos.

Boas Apostas!