Se nos últimos dois anos foram os adeptos do Dínamo Kiev que soltaram os fogos para celebrar a conquista do campeonato ucraniano, nessa temporada, tudo indica que será o Shakhtar Donetsk a fazer a festa no país do Leste europeu. O time que conta com um forte contingente brasileiro venceu mais um desafio de elevada exigência, segue invicto e é líder com 16 pontos de vantagem sobre o Dínamo.

Foto: "Reprodução/Twitter"

Foto: “Reprodução/Twitter”

Em tarde de visita ao terreno do Zorya Luhansk, terceira força do futebol ucraniano na atualidade, o técnico Paulo Fonseca escalou o time do Shakhtar com os brasileiros Ismaily, Marlos, Bernard e Taison. Alan Patrick iniciou a partida no banco de reservas, participando apenas nos últimos seis minutos do desafio. Na formação da casa, o atacante Paulinho (ex-Corinthians) e o zagueiro Rafael Forster (ex-Inter) também assumiram a titularidade.

Empenhado em reconquistar o título que lhe foge há dois anos, o Shakhtar Donetsk está a realizar uma temporada sensacional ao nível interno. O conjunto que veste de laranja e negro ainda não perdeu na atual edição do campeonato ucraniano e, ao cabo de 21 rodadas, venceu 19 partidas e empatou apenas duas. Possui o melhor registo ofensivo (46 golos marcados) e também não há quem sofra tão pouco (13 golos sofridos) como o Shakhtar, emblema que tem sido prejudicado pela instabilidade que reina na sua região e origem ao longo das últimas épocas, sendo obrigado a disputar seus jogos como mandante em Lviv e mais recentemente em Kharkiv. Num campeonato em que Júnior Moraes (passe pertence ao Dínamo de Kiev) continua sendo artilheiro com 10 gols apesar da mudança para o Tianjin Quanjian por empréstimo na última abertura do mercado, Bernard foi quem deu o toque brasileiro à rodada 21 ao marcar um dos dois gols do Shakhtar em Luhansk. O meia atacante que veste a camisa 10 fez o primeiro gol aos 26 minutos do primeiro tempo, antes de Ohor Kharatin empatar para o time da casa aos 15 da etapa complementar.A dois minutos do apito final, quando já se adivinhava uma divisão de pontos e Bernard – autor de quatro gols na temporada – já se encontrava no banco de reservas após troca com o compatriota Alan Patrick, foi o jovem meia Maksym Malyshev que marcou o gol que deu a vitória aos forasteiros.

A vitória do Shkahtar Donetsk em Luhansk permitiu aumentar a vantagem em relação ao Dínamo de Kiev na liderança do campeonato ucraniano, uma vez que o time da capital perdeu na casa do Zirka por dois a zero, numa partida sem qualquer atleta brasileiro envolvido. A apenas uma jornada do fim da fase regular, importa referir que a Federação Ucraniana de Futebol implementou um novo modelo competitivo para essa temporada. A partir de abril até final de maio, o campeonato ucraniano será dividido em dois, com os seis primeiros a lutarem pelo título de campeão e pelos postos europeus (sistema de todos contra todos), ao passo que os seis últimos lutarão pela manutenção. Nesse aspeto, tudo está decidido: Shakhtar Donetsk, Dínamo de Kiev, Zorya, Oleksandriya, Olimpik Donetsk e Chornomorets são os seis primeiros colocados, ao passo que Vorskla, Zirka, Stal Dneprodzerzhinsk, Dnipro, Karpaty e Volyn discutem a manutenção.

Boas Apostas!