Se já vem apostando há algum tempo e costuma consultar tutoriais de apostas esportivas e jogos de fortuna ou azar, estamos certos de que já se deparou com o conceito de Overbetting, um problema que pode ser lesivo para sua carreira de apostador. Mas afinal, o que é Overbetting? É a essa questão que vamos responder nas próximas linhas, aludindo também aos problemas que poderá trazer.

Origem do termo

O termo Overbetting é originário do Pôker, mas também pode ser aplicado a outros jogos de Cassino e à vertente de apostas esportivas. No caso do Poker,  Overbetting se verifica quando um jogador procede a uma aposta bastante superior ao pote que está a ser jogador, com o intuito de pressionar o adversário, sendo que isso pode acontecer quanto o jogador tem uma mão forte, espreita a possibilidade de maximizar seus ganhos caso alguém acompanhe a aposta ou então quanto está realizando um bluff para afastar seus adversários das mesas. No caso das apostas esportivas, e é isso que nos interessa, o Overbetting é típico em jogadores com menos experiência, mas os mais experientes também podem incorrer nesse tipo de erro.

O que é Overbetting

Diferentes tipos de Overbetting

Tal como o próprio termo indica, tendo também aquilo que referimos acima, você já está vendo que a questão do Overbetting tem que ver com o ato de apostar excessivamente. Em seu étimo, é precisamente de jogar em demasia que estamos a falar, existindo, no entanto, diferentes tipos de Overbetting, a saber:

Overbetting “pesado” – No caso do denominado “overbetting pesado”, aquilo que acontece é que o apostador sai jogando valores muito altos (na maioria das vezes (all ins), entrando desse modo em conflito com aquilo que é a estratégia que definiu para efeitos de gestão da sua banca. Este tipo de atitude acaba tendo consequência profundamente negativas na banca do apostador que, para lá de jogar alto, ainda costuma sair apostando em esportes que desconhece. Está claro que esse tipo de Overbetting surge normalmente associado a jogadores menos experientes e que, em virtude disso, acabam por cometer esse tipo de erros que costumam decorrer do desespero em recuperar aquilo que estão perdendo. Na maioria dos casos, esse tipo de atitude acaba por levar o apostador à bancarrota.

Overbetting “leve” – O Overbetting “leve” também é um problema, embora, por norma, não tenha consequências tão graves quanto o denominado Overbetting “pesado”. Nesse caso, o apostador provavelmente não vai cair na bancarrota dado que não fará all ins sucessivos, mas acabará por sair prejudicado a longo prazo em função do facto de jogar valores demasiado altos por impulso e, simultaneamente, por apostar em demasiados jogos ou demasiadas vezes. Está claro que isso é um problema, dado que impedirá o apostador de lucrar de um modo consistente e sustentado.

Em suma, quando aludimos ao conceito de Overbetting, podemos estar a falar em um comportamento orientado para a quantidade de stake, para a quantidade de apostas (seleções) ou, no caso dos apostadores menos experientes, para ambos.

No caso do excesso de Stake, podemos falar mesmo em Overstaking. E o que é Overstaking? Significa que o apostador está a atribuir uma stake superior ao que devia em uma determinada aposta, sendo que o risco pode não justificar um investimento tão avultado. Se lembre: a gestão da banca é essencial para faturar de forma sustentada no médio prazo e uma atitude desse tipo pode muito bem ser altamente lesiva para si.

Mas afinal, como sei que estou a incorrer em Overstaking ou até Understaking? No primeiro caso, essencialmente quando esquece sua política de gestão de banca e arrisca em demasia por impulso, investindo em um cenário cuja probabilidade talvez não justifique uma stake tão alta. No caso do Understaking, muitas vezes também tem que ver com a falta de capacidade para avaliar se estamos ou não perante uma Aposta com Valor. Nesse caso, o valor que investimentos poderá ser desajustado, tanto para cima quanto para baixo.

Se registe na 188Bet e receba um bônus de boas-vindas até R$400!

Por que acontece o Overbetting?

Aqui orientaremos muito mais nossa comunicação para o Overbetting e para o Overstaking, dado que nos parece bem mais comum que o Understaking. Como dissemos, o Overbetting, sobretudo quanto voltado para o Overstaking, acontece essencialmente aos apostadores menos experientes. E porquê? Primeiro que tudo, quando você é um apostador inexperiente, poderá ainda não ter noção do quão importante é gerir a banca e provavelmente vai acabar privilegiando um tipo de gestão típico de um apostador casual ou de circunstância. Segundo, e porque esse é um aspeto que se altera sobretudo com a experiência que vai adquirindo, por que a impulsividade é uma caraterísticas dos apostadores menos experientes. Assim, caso as coisas não estejam a correr como desejado ou suas últimas apostas estejam saindo furadas, a tendência do apostador inexperiente (e mal) será “correr atrás do prejuízo”. Por norma, esse tipo de atitude acarreta consequências ruinosas para a bamca, dando que o apostador reagirá à base do imediatismo, procurará investir em esportes e eventos sobre os quais nem tem grande conhecimento e, ainda por cima, provavelmente acabará aumentando o investimento por forma a conseguir faturar o valor que entretanto perdeu nas apostas anteriores.

Boas Apostas!