O Atlético Paranaense novamente conseguiu lucrar com um dos seus jogadores formados nas suas categorias de base. A equipe paranaense, que é muito conhecido por formar grandes jogadores como Kléberson e Fernandinho, e que no último ano acertou a venda do atacante Nathan, formado dentro do clube, para o Chelsea por mais de R$ 20 milhões, acertou na última semana a venda de mais um jogador formado nas categorias de base, o volante Hernani.

Volante Hernani com a camisa do Zenit, seu novo clube.

Volante Hernani com a camisa do Zenit, seu novo clube.

Na última sexta-feira (16) o jovem jogador acertou na Rússia um contrato de cinco anos com o Zenit Saint Petersburg, permanecendo na equipe russa até 2021. O anúncio da venda milionária foi feita pelo próprio Atlético Paranaense, fazendo-a no seu site oficial. “O Clube Atlético Paranaense acertou a transferência do volante Hernani para o FC Zenit, da Rússia. Com 44 jogos disputados e nove gols marcados nesta temporada, o jogador atleticano chamou a atenção do time de São Petersburgo. […] O Atlético Paranaense agradece a dedicação e o profissionalismo de Hernani no período em que ficou no Clube e deseja sucesso nos novos desafios de sua carreira”. Segundo o empresário do volante, Luiz Roberto Zini Junior, a venda de Hernani para a equipe russa rendeu cerca de € 8 milhões (R$ 28 milhões) para o Furacão, que ainda ficará com 20% dos direitos do jogador, algo muito bom para uma futura transferência do jogador para outro clube. Inicialmente, os representantes de Hernani teriam pedido cerca de € 10 milhões (R$ 35 milhões) para a sua venda, porém, o Zenit afirmou que estaria disposto a pagar apenas € 8 milhões, o que acabou ficando acertado. Chegando ao Zenit, o volante brasileiro de 22 anos disputará o Campeonato Russo, onde o Zenit é o vice-líder, e a Liga Europa, além de substituir um dos destaques da equipe russa, o belga Witsel, que foi vendido para a Juventus.

Agradecido ao clube que o formou

Volante Hernani comemorando gol em 2016.

Volante Hernani comemorando gol em 2016.

O volante Hernani, que chegou no Atlético Paranaense ainda criança, estreando profissionalmente pela equipe paranaense em 2013, se mostrou muito grato ao Furacão, agradecendo à todos que participaram da sua formação dentro da equipe. “Quero agradecer por tudo, ao clube Atlético-PR. Toda a diretoria, comissão técnica, que tive oportunidade de trabalhar. Que me ajudou no crescimento, no trabalho em campo específico. Hoje eu tenho uma carreira. Teve o trabalho da pedagogia, que me tornei homem. Até o tio que corta a grama! Quero deixar um grande abraço para os torcedores que me apoiaram e, no final de tudo, saí como um grande jogador, como sempre me apoiaram. Isso me fortaleceu. Obrigado por tudo”, afirmou o jogador em entrevista.

Depois de uma temporada muito boa, onde marcou gols importantes, como o terceiro gol, um golaço de falta, na partida de ida da final do Campeonato Paranaense contra o Coritiba, o volante disputou no ano 44 partidas, marcando nove gols e sendo campeão paranaense, vice-campeão da Copa da Primeira Liga e ajudando o Furacão na conquista de uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano. Com esses resultados, o jogador afirmou em entrevista ao site oficial do Atlético se sentir com o dever cumprido, dando os devidos méritos ao seu agora ex-treinador, Paulo Autuori, que fez um belo trabalho com a equipe paranaense em 2016. “”É legal sair com a certeza do dever cumprido, de que sempre fiz o meu melhor. Deixar o time na Libertadores do ano que vem era um dos nossos objetivos na temporada. Graças a Deus, conseguimos alcançá-lo. Vale aqui ressaltar o belo trabalho feito pelo Autuori. A equipe tem tudo para fazer um ano ainda melhor em 2017. Estarei na torcida por todos os meus companheiros.”

Formado no Furacão

Hernani comemorando gol pelo Atlético-PR.

Hernani comemorando gol pelo Atlético-PR.

Nascido em São Gonçalo do Sapucaí, em Minas Gerais, o volante Hernani defendeu durante sua juventude o Atlético Paranaense, conquistando pela equipe sub-23 o título da Yokohama Cup em 2012 e 2013, além de ter estreado profissionalmente no Campeonato Paranaense de 2013, aos 19 anos, também com a equipe sub-23. Ainda em 2013, foi emprestado ao Joinville, disputando a Série B do Campeonato Brasileiro com a equipe catarinense. Com pouco espaço, disputando apenas nove partidas e sem marcar nenhum gol, o volante voltou ao Furacão antes do previsto, a pedido da própria equipe paranaense.

Voltando à sua equipe de origem, Hernani destacou-se no Campeonato Paranaense de 2014, marcando três gols em dez jogos, e foi promovido para a equipe principal. Já entre os principais, o volante disputou 15 partidas do Campeonato Brasileiro, marcando um gol. No ano seguinte, disputou 36 partidas, contanto estadual e Brasileiro, e marcou sete gols, além de ter disputado pela primeira vez a Copa Libertadores, participando de quatro partidas. Já em 2016, o jogador viveu seu melhor ano, participando de seis partidas do Campeonato Paranaense e marcando um gol, justamente na partida de ida da grande final da competição, contra o grande rival Coritiba, marcando o terceiro gol do Furacão na vitória por 3×0 e ajudando a equipe a voltar a conquistar o título estadual.  Na sequência, ainda disputou 30 partidas do Brasileirão, marcando seis gols, além de outras oito partidas e dois gols marcados na Copa do Brasil e Primeira Liga.

Boas Apostas!