Depois de um ano muito conturbado, o Cruzeiro entrou em 2017 da melhor forma. Mano Menezes e o elenco por si orientado cumpre a promessa deixada no final da época passada e ao devolverem a “Raposa” aos sucessos, pelo menos nessa fase inicial, justificando a aposta da diretoria na continuidade.

Cruzeiro2016 foi um ano ruim para o Cruzeiro, marcado por grande instabilidade. O elenco da “Raposa” conviveu de perto com os últimos lugares da tabela do Brasileirão ao longo de praticamente toda a campanha, até que Mano Menezes assumiu o time e evitou males maiores, ao terminar na 12ª posição. Treinador mais do que creditado na realidade brasileira, demonstrou intenção em continuar no clube e a diretoria concedeu um voto de confiança merecido pelo trabalho desenvolvido em sua segunda passagem pelo clube. Em 2017, Mano e grande parte do elenco que vem do ano passado querem escrever uma história diferente e as primeiras indicações são positivas. A época é bem longa, mas os primeiros resultados naturalmente satisfazem a torcida e elevam a expetativa tanto no Mineiro como na Primeira Liga. Já teve inclusive vitória contra o rival Atlético Mineiro…

A temporada oficial do Cruzeiro começou no dia 29 de janeiro com a deslocação ao terreno do Vila Nova para disputar a primeira rodada do Campeonato Mineiro. Nesse primeiro ensaio mais sério depois de uma goleada ao Brasília (8-2) em amistoso, a “Raposa” venceu por dois a um com gols de Ariel Cabral e Robinho, alinhando com um time maioritariamente composto por jogadores que já atuavam no clube na última temporada. Poucos dias depois, chegou o primeiro dia em que o coração do torcedor da “Raposa” bateu bem forte em 2017, tendo pela frente o Atlético Mineiro, rival de sempre. A Primeira Liga 2017 colocou os dois rivais Estaduais frente a frente no grupo C da 1ª fase e foi o Cruzeiro quem teve razões para sorrir, vencendo por uma bola a zero com um gol do promissor uruguaio de Arrascaeta ainda no primeiro tempo. Na sequência, o Cruzeiro recebeu o Tricordiano e venceu por dois a um com um “bis” do argentino Ramón Ábila. Apesar de Mano Menezes ter deixado cair alguns habituais titulares, o Cruzeiro se deu bem e conquistou o triunfo a três minutos do apito final. A vitória frente ao Atlético Mineiro foi importante para as contas finais do grupo da Primeira Liga sobretudo por ter acontecido contra o principal rival na luta pelo acesso às semis, mas de nada valeria se a “Raposa” falhasse com a Chapecoense. Aí, o conjunto Mineiro voltou a triunfar graças ao protagonistas do jogo com o Tricordiano: Ramón Ábila voltou a merecer um lugar no onze inicial e fez os dois gols da casa dos donos da casa, deixando o Cruzeiro na primeira posição do grupo C a uma ronda do fim. A primeira goleada oficial do ano aconteceu na visita ao Radialista Mario Helênio para enfrentar o Tupi, com goleada por quatro a zero numa partida em que a “Raposa” fez uma ótima exibição no primeiro tempo. Rafael Sóbis respondeu ao colega Ábila da melhor forma e também fez dois gols, num placard completado com tentos de Leo Lacerda e Robinho. O Cruzeiro lidera a tabela da primeira fase do Mineiro 2017 com três vitórias em três partidas, seguido de Atlético Mineiro e Uberlândia, times que só se defrontam nesse domingo.

Até agora, a aposta na continuidade parece estar a surtir seus efeitos. É fácil perceber isso através dos resultados, mas a análise não pode apenas se centrar nos números. É notório que esse ano começou a ser preparado na reta final de 2016 e a equipa parece estar um passo à frente dos concorrentes, não a nível do ritmo ou da forma física, mas no processo em si.

Boas Apostas!