Depois da última semana, todo brasileiro se sente mais próximo e grato com os colombianos. Com o acidente sofrido pelo elenco da Chapecoense no início da última semana, jogadores do Atlético Nacional e o povo colombiano em geral se solidarizaram com os brasileiros que sofreram com a perda de praticamente um time inteiro de futebol. Além de realizarem homenagens, os jogadores do Atlético Nacional pediram à Conmebol que a equipe catarinense, a qual havia chegado pela primeira vez na final de um torneio internacional, fosse declarada campeã da Copa Sul-Americana, uma vez que não haveria condições de serem realizadas as duas partidas finais e que a equipe colombiana já tinha garantida uma vaga na Libertadores do próximo ano.

Declarada campeã

Imagem divulgada pela Conmebol.

Imagem divulgada pela Conmebol.

Depois da uma semana de muitos choros e despedidas, a Chapecoense recebeu nesta segunda-feira (05) uma notícia que pode ao menos trazer uma alegria à torcida deste time que ganhou o mundo na última semana. A Conmebol, entidade que comanda o futebol sul-americano, realizou uma reunião virtual com representantes de 10 países sul-americanos e atendeu um pedido do Atlético Nacional e de muitos que consideravam a campanha da Chapecoense na Sul-Americana excelente, declarando na última segunda-feira a equipe catarinense como campeão da Copa Sul-Americana de 2016. O anúncio foi feito através do site oficial da entidade, onde a Conmebol afirmou que a Chapecoense receberá todas as horas e prerrogativas de campeão da Copa Sul-Americana, além de reconhecer o Atlético Nacional como vice-campeão e afirmar que a equipe colombiana receberá o Prêmio Centenário da Conmebol ao Fair Play por ter pedido que o título fosse dado à equipe catarinense. “A Confederação Sul-Americana de Futebol confirma que o Conselho da Conmebol, […] decidiu por unanimidade declarar a Associação Chapecoense de Futebol como Campeã da edição 2016 da Copa Sul-Americana, bem como outorgar ao Clube Atlético Nacional o reconhecimento extraordinário de ‘Campeão Fair Play do Centenário Conmebol’”.

Com essa decisão, a Chapecoense receberá uma premiação de US$ 2 milhões (6,86 milhões) pelo título. Por ter sido campeã, a equipe também ganhou uma vaga na Recopa Sul-Americana, recebendo mais US$ 1 milhão (R$ 3,43 milhões) por essa vaga. Além de mais US$ 600 mil (R$ 2,07 milhões) por cada um dos três jogos que a equipe disputará na Libertadores do próximo ano como mandante, totalizando US$ 1,8 milhão (R$ 6,23 milhões) por essas partidas. Com esses valores, a equipe catarinense poderá se programar para um recomeço, já que perdeu 22 jogadores e 18 integrantes da sua comissão técnica no acidente.

Campanha do campeão

Goleiro Danilo comemorando a vaga na final com seus colegas.

Goleiro Danilo comemorando a vaga na final com seus colegas.

Por ter sido eliminado na terceira fase da Copa do Brasil pelo Atlético Paranaense e ter terminado o Campeonato Brasileiro de 2015 na zona de classificação para a Sul-Americana, a Chapecoense ganhou uma vaga na segunda fase da segunda principal competição continental. Chegando na Copa Sul-Americana, a Chapecoense enfrentou outra equipe brasileira, o Cuiabá, vencendo fora de casa por 2×3 e conseguindo uma vaga nas oitavas de final da competição. Nas oitavas de final, a Chape enfrentou o Independiente, da Argentina, empatando fora de casa em 0x0 a partida de ida, assim como a partida de volta, disputada em Chapecó. Com isso, a partida foi para os pênaltis, onde foi a vez do goleiro Danilo brilhar, defendendo quatro dos oito pênaltis batidos pela equipe argentina e ajudando a Chapecoense a chegar nas quartas de final. Na fase seguinte, a equipe brasileira enfrentou o Junior Barranquilla, da Colômbia. Contra a equipe colombiana, a equipe de Caio Junior perdeu fora de casa por 1×0 a partida de ida, porém, mas conseguiu reverter o resultados jogando frente a sua torcida e vencendo por 3×0.

Chegando nas semifinais da Copa Sul-Americana, a Chapecoense enfrentou outra equipe argentina, o San Lorenzo, contra quem conseguiu um empate em 1×1 fora de casa na partida de ida e segurou o resultado na partida de volta, onde fez um jogo defensivo que garantiu o 0x0 e a vaga na grande final da competição, tendo novamente uma grande participação do goleiro Danilo, que fez uma bela defesa no último minuto de jogo, decretando o placar final. Infelizmente, a equipe que apresentou durante o ano um futebol muito bom e que tinha jogadores muito talentosos, além de ser um exemplo de gestão, não pode realizar aquele que seria o melhor momento dos seus 43 anos de história, mas mesmo assim, ganhou um título e um espaço no coração de muitos torcedores ao redor do mundo.

Boas Apostas!