O internacional belga Axel Witsel se prepara para retornar ao futebol europeu. Segundo a imprensa do país do centro da Europa, o Borussia Dortmund deverá ser o destino do meia de 29 anos.

Foto: "Alexander Hassenstein/Getty Images"

Foto: “Alexander Hassenstein/Getty Images”

Titular indiscutível da seleção da Bélgica na Copa do Mundo 2018, Axel Witsel voltou a apresentar suas qualidades aos principais emblemas europeus e o retorno ao futebol do “velho continente” poderá estar prestes a acontecer. Segundo o canal belga RTBF, o meia belga já se encontra em solo germânico para cumprir os habituais exames médicos e assinar contrato com o Borussia Dortmund, acordo que, ao abrigo da informação divulgada pela mesma fonte, poderá ficar selado já esta segunda-feira, dia 6. Os alemães do “Bild” também corroboram essa informação e a oficialização poderá estar por horas.

Após semanas de “avanços e recuos” na negociação entre Borussia Dortmund e Tianjin Quanjian, os dois clubes terão chegado a acordo para a concretização da transferência a troco do valor estipulado na multa rescisória do jogador, nada mais nada menos que 20 milhões de euros (R$ 85,7 milhões). Para vestir a camisa do Signal Iduna Park, Witsel terá exigido um contrato válido por quatro temporadas, se estimando que vá receber cerca de dez milhões de euros ( R$ 42,85 milhões) nesse mesmo período.

Companheiro de Pato

Axel Witsel representava o Tianjin Quanjian desde 2017, emblema que também conta com os serviços do brasileiro Alexandre Pato. Na primeira época no clube, Witsel tinha apontado quatro gols em 29 desafios, ao passo que na atual, em 18 jogos, já tinha feito dois. O belga não voltou a vestir a camisa do clube após a participação na Copa do Mundo, gozando do período de férias ao qual tinha direito e aproveitando para negociar sua transferência para o Borussia Dortmund. Note-se que a saída de Witsel abre mais uma vaga para um “extra comunitário” e o Tianjin Quanjian poderá muito bem ir ao mercado dadas as circunstâncias.

Revelado pela base do Standard Liège, clube ao serviço do qual se estreou no profissional, Witsel se transferiu para o Benfica na época 2011/12 e rapidamente pegou destaque, deixando o clube no início da temporada seguinte, bem perto do fecho da janela de inverno, seduzido pelos “rublos” do Zenit de São Petersburgo. Esteve na Rússia entre 2012 e 2017, deixando o clube em janeiro de 2017 para rumar ao Tianjin.

Essa hipótese de defender o escudo do Borussia Dortmund poderá muito bem corresponder à última chance de Axel Witsel atuar ao mais alto nível no futebol europeu. O belga é o segundo “mundalista” a chegar a acordo com o BVB, isso depois de Delaney, internacional pela Dinamarca, também se ter juntado ao time mandado por Lucien Favre.

Boas apostas!