Virgil van Dijk já é jogador do Liverpool. O zagueiro holandês de 26 anos, alegadamente pretendido pelo Manchester City de Pep Guardiola, se tornou no zagueiro mais caro de sempre.

van Dijk85 milhões de euros. Foi esse o valor que o Liverpool pagou ao Southampton para assegurar a contratação de Virgil van Dijk já nesse mercado de janeiro, integrando as opções de Jurgen Klopp para a segunda metade da temporada. Ameaçados pela possibilidade de o Manchester City se intrometer na negociação, os homens de Anfield se chegaram à frente com um valor recorde, jamais pago para assegurar o passe de um zagueiro.

Poucos dias depois de José Mourinho ter dito que “o Manchester City compra laterais a preço de avançados”, eis que um clube do principal escalão inglês investe mais um valor recorde na aquisição de um jogador para o seu setor mais recuado. Em um “top 7” de zagueiros mais caros de sempre, nota para a predominância de investimento realizados por clubes da Premier League.

Na segunda posição dessa lista surge Benjamin Mendy, lateral adquirido precisamente pelo Manchester City ao AS Mónaco no último defeso. A lista também tem lugar para um brasileiro. David Luiz está no terceiro posto, jogador que quando encerrou sua primeira passagem pelo Chelsea obrigou o PSG a investir cerca de 56 milhões de euros. No quarto lugar, outra negociação com o Manchester City envolvido na condição de comprador. A aquisição de Kyle Walker foi consumada nesse verão e o Manchester City, novamente para reforçar uma das suas laterais, investir cerca de 55 milhões de euros na contratação do jogador aos londrinos do Tottenham, sendo que é essa a segunda movimentação mais cara de um zagueiro entre clubes que disputam o principal escalão inglês. Os “Blue Moon” reforçam a presença nessa lista graças a John Stones, jovem zagueiro – atualmente lesionado – cuja contratação levou o Manchester City a pagar cerca de 53,5 milhões ao Everton. A sexta movimentação mais cara de sempre envolvendo um zagueiro não poderia deixar de ter pelo menos um emblema da Premier League como protagonista. Davinson Sánchez se transferiu dos holandeses do Ajax para o Tottenham a troco de cerca de 41 milhões de euros. A encerrar esse “top 7”, uma das movimentações mais badaladas da última edição da janela de transferências na Europa. Leonardo Bonucci, capitão e um dos símbolos da hexacampeã Juventus, deixou a “Vecchia Signora” e rumou ao AC Milan, agora propriedade de um grupo de investidores chineses após a saída de Sílvio Berlusconi. 40 milhões de euros foi a quantia investida pelo AC Milan para assegurar o internacional pela Itália.

Virgil van Dijk, internacional pela Holanda que estreou como profissional com a camisa do Groningen, chegou no futebol britânico em 2013/14, após ter sido contratado pelos escoceses do Celtic. Permaneceu duas temporadas completas em Glasgow e viu as portas da Premier League se abrirem graças ao Southampton, emblema que representou durante duas temporadas e meia. Chega a Anfield para conquistar um lugar na zaga do time treinado por Jurgen Klopp e embora seja pouco provável que participe já da partida frente ao Leicester, marcada para dia 30, deverá aturar no terreno do Burnley naquele que vai ser o primeiro desafio dos “Reds” no novo ano civil.

Boas Apostas!