A temporada 2021/22 assinalará o pontapé de saída em uma nova competição europeia de clubes, terceira na hierarquia das provas de clubes no “velho continente”.

Foto: "Getty Images"

Foto: “Getty Images”

A UEFA, entidade que gere os destinos do futebol na Europa, aprovou no domingo (2) a criação de mais uma competição europeia para lá da Liga dos Campeões da Liga Europa. Esse foi o resultado de uma reunião do Comité Executivo da UEFA em Dublin, na Irlanda. Segundo as informações adiantadas pela mídia internacional, em termos de formato, essa nova prova deverá ser idêntica à Liga Europa, competição que se trata do equivalente à Copa Sul-Americana na América do Sul. Assim sendo, deverão ir a concurso 32 clubes,  oriundos dos 32 países com menor representatividade no futebol europeu. Ao todo, deverão ser disputadas 141 partidas enquadradas nessa prova.

Em termos de modelo competitivo, tudo indica que a competição deverá ter oito grupos, cada com quatro equipas, para posterior fase a eliminar. Os terceiros colocados dos grupos da Liga Europa deverão cair para essa terceira competição, disputando uma espécie de “play-off” que lhes permitirá ou não estarem nas oitavas. Nesse momento, as equipas que caem da Liga dos Campeões para a Liga Europa disputam as 16 avas, ronda que só existe na segunda competição mais importante. As partidas da prova deverão ser disputadas à quinta-feira, tal e qual como as da Liga Europa, sendo que o vencedor terá acesso precisamente à Liga Europa da época seguinte.

Agora liderada por Aleksander Ceferin, a UEFA tem procurado alargar suas principais competições a clubes e seleções menores, tal como se tem verificado tanto através do aumento do número de clubes participantes na fase final do campeonato da Europa quanto através da criação da Liga das Nações, prova que veio praticamente extinguir os encontros amistosos entre seleções.

Para já, não há muito mais que se saiba acerca da competição. O formato está aprovado e a lista de acesso também, restando conhecer o “naming” da competição, o sistema de coeficientes e perceber de que forma é que as verbas serão distribuídas pelos participantes. Até lá, resta acompanhar os jogos das duas competições já existentes.

Boas apostas!