Anualmente acontece em Nyon na Suíça o “Fórum Anual de Treinadores de Clubes de Elite da UEFA”, com intuito de discutir assuntos relacionados ao futebol europeu, medidas que podem ser tomadas, sugestões, mudanças, novas tendências, enfim, as principais questões que afetam as competições no continente europeu, bem como a elaboração de propostas para melhorar o futebol. A realização do fórum ocorrida nesta sexta-feira (2) permitiu o encontro dos maiores treinadores do futebol europeu, o fórum contou com a presença de grandes treinadores como o técnico do Bayern de Munique Carlo Ancelotti, o técnico do Manchester United José Mourinho, o técnico do Real Madrid Zinedine Zidane, o técnico do Newcaslte Rafael Benítez, o técnico do Leicester City Claudio Ranieri entre outros grandes profissionais.

Técnicos que estiveram presentes na reunião.

Técnicos que estiveram presentes na reunião.

O encontro é comandado pelo ex-técnico do Manchester United Sir Alex Ferguson, que nomeado em janeiro de 2014 como “embaixador dos treinadores da Uefa” pelo Comitê Executivo da entidade, ele foi o presidente do fórum deste ano. Podemos dizer que o futuro do futebol europeu pode ser influenciado diretamente pela decisão deste conselho, que modéstia a parte, é composto pelos maiores especialistas do futebol mundial.

Um possível cancelamento das prorrogações

Ioan Lupescu, Diretor técnico da UEFA.

Ioan Lupescu, Diretor técnico da UEFA.

Entre os principais assuntos abordados durante o “Fórum Anual de Treinadores de Clubes de Elite da UEFA” da edição de 2016, foi a abolição das prorrogações nas copas europeias. Assim como já acontece na Copa Libertadores da América, após um resultado de empate, em caso de dois resultados iguais, os jogos iriam diretamente para os pênaltis. Um dos principais defensores da ideia é o próprio Sir Alex Ferguson. “Eu não penso que nós gostamos de ver os jogadores exaustos em uma prorrogação. Quando os 90 minutos acabam, sempre tenho a sensação de que o jogo vai para os pênaltis. Vocês viram a última final da Champions, os jogadores andando em campo… Assim é inevitável que o jogo siga para os pênaltis, então a questão é: como podemos melhorar isso?”, comentou o presidente Sir Alex Ferguson.

O diretor técnico da UEFA, Ioan Lupescu, também comentou sobre o assunto: “Alguns treinadores disseram que os jogos podem ir diretamente aos pênaltis. Outros acham que isso pode ser uma vantagem às equipes menores, que se defendem mais. Algo muito claro é que, hoje em dia, os jogadores fazem muitas partidas e levantamos a questão para saber se ainda vale a pena ter prorrogações”. Outra opção também pode ser escolhida, aumentar o número de substituições no tempo extra, na tentativa de diminuir os efeitos da fadiga no ritmo da partida. Outros temsa que também foram abordados, caso a prorrogação seja mantida, foi a regra dos gols fora de casa, que ainda causa controvérsia o fato de que o gol qualificado se mantenha no tempo extra. Caso cada time marque um gol na prorrogação, a classificação fica com o visitante. Porém nada ainda foi decidido e a regra ainda merece ao menos uma revisão dos dirigentes europeus.

O presidente Sir Alex Ferguson

Sir Alex Ferguson.

Sir Alex Ferguson.

Sir Alex Chapman Ferguson, ou simplesmente Alex Ferguson, foi um lendário técnico do clube inglês Manchester United, simplesmente Alex Ferguson ficou por 27 anos a frente de um dos maiores clubes de futebol da história, foram mais de 1.500 jogos entre 1986 e 2013. Atualmente com 74 anos, que foi nomeado em janeiro de 2014 como “embaixador dos treinadores da Uefa” pelo Comitê Executivo da UEFA, e foi o presidente do Fórum Anual de Treinadores de Clubes de Elite da UEFA deste ano. Sua história se confunde ao do Manchester United, foram tantos títulos que precisamos abreviar-nos para não nos estender por demais. Entre os principais títulos estão 13 campeonatos ingleses, 5 Copas FA, 4 Copas da Liga, 2 Ligas dos Campeões, 1 Copa Intercontinental, 1 Mundial de Clubes FIFA, entre outros vários títulos.

O ex-jogador e ex-técnico escocês aposentado Sir Alex Ferguson, fez muito pelo Manchester United, porém sua história iniciou muito tempo antes de ser treinador dos Red Devils. Sua precoce carreira de jogador de futebol iniciou em 1957 quando tinha apenas 16 anos e estreou profissionalmente pelo clube escocês Queen’s Park, quando fez o gol da vitória por 2×1 contra o Stranraer. Sua carreira tanto de jogador, quanto de treinador, foi toda na Escócia, como jogador além de atuar pelo Queen’s Park (1957 à 1960), atuou também pelos clubes escoceses St. Johnstone (1960 à 1964), Dunfermiline Athletic (1964 à 1967), Rangers (1967 à 1969), Falkirk (1969 à 1973) e o Ayr United (1973 à 1974). Ferguson ainda atuou pela seleção da Escócia em 1967. Sua carreira de técnico começou em 1974 treinando as equipes escocesas East Stirlingshire, depois treinou o St. Mirren (1974 à 1978), o Aberdeen (1978 à 1986), e a seleção da Escócia (1985 à 1986), chegando ao Manchester United em 1986, para fazer história.

Boas Apostas!