Ídolo da torcida do Liverpool, onde disputou mais de 700 jogos, marcando mais de 180 gols, e craque da seleção inglesa, onde disputou mais de 110 jogos, o meio-campista inglês Steven Gerrard não atuará mais como jogador. Revelado pelos Reds na década de 1990, o agora ex-jogador anunciou na última quinta-feira (24) que está pendurando as chuteiras depois de quase vinte anos como atleta. Há alguns dias, Gerrard havia confirmado sua saída do Los Angeles Galaxy, clube norte-americano que defendeu desde o último ano e durante parte deste ano, gerando uma expectativa que o inglês de 36 anos assinasse um contrato com outra equipe, algo que acabou não acontecendo. “Após especulações recentes na imprensa sobre meu futuro, eu posso confirmar minha aposentadoria do futebol profissional. Eu sou muito agradecido por ter uma carreira como eu tive e isso não seria possível sem o apoio de tantas pessoas”, afirmou o Gerrard em um comunicado divulgado na quinta-feira.

Steven Gerrard jogando pela seleção inglesa.

Steven Gerrard jogando pela seleção inglesa.

Já que não defenderá outro clube como jogador, acredita-se agora que Steven Gerrard investirá em uma carreira como treinador, podendo assumir equipes inglesas como treinador ou começando como auxiliar técnico, já que se mostrou pronto para continuar no futebol, mas sem dar muitas pistas para o seu futuro. “Estou empolgado pelo futuro e sinto que tenho muito a oferecer para o esporte, seja qual foi meu cargo. Vou aproveitar o tempo para considerar minhas opções e farei o anúncio sobre o próximo passo em breve”, afirmou o jogador.

Lesões motivaram a decisão

Gerrard atuando pelo Los Angeles Galaxy.

Gerrard atuando pelo Los Angeles Galaxy.

Quando perguntado em uma entrevista para o canal inglês “BT Sport” quanto ao porque decidiu se aposentar, Steven Gerrard afirmou que foi aconselhado por pessoas de confiança para terminar sua carreira antes que o futebol torna-se algo chato e difícil. “Eu tenho ouvido algumas pessoas durante esse ano, pessoas em que confio e respeito, e elas sempre disseram: ‘sempre tenha um pouco sobrando, nunca prolongue sua permanência e jogue até que se torne embaraçoso’. Sinto que isso não está muito longe, então esse é o momento certo”, afirmou o jogador. Além disso, Gerrard falou que um dos motivos para a aposentadoria foram as constantes dores sentidas nos últimos meses, não conseguindo mais jogar da mesma forma que antes. “As coisas ficam estranhas nesse período, próximo do fim. As dores começam a ficar mais constantes. Senti que fiquei mais lento nos últimos anos. Não consigo mais fazer o que costumava, e isso se torna uma frustração”.

Ainda de acordo como o meio-campista, não teve um momento certo em que determinou deixar os gramados, mas que devido às lesões sofridas quando defendia o Los Angeles Galaxy. “Não houve um momento, mas um período (de decisão). Nos últimos 3 ou 4 meses, no Galaxy, comecei a me lesionar muito. Os jogos se tornavam mais complicados. A altitude, o calor atrapalhavam. Tive alguns momentos, nos últimos meses, que pensei ‘Não joguei bem hoje, aquele cara foi melhor do que eu’. E eu não gosto de pensar assim”, completou o inglês à BT Sport.

Carreira repleta de títulos e gols

Gerrard com a taça da Liga dos Campeões de 2004/05.

Gerrard com a taça da Liga dos Campeões de 2004/05.

Com uma carreira profissional que durou quase vinte anos, cerca de 19 anos, o meio-campista inglês Steven Gerrard jogou pelo Liverpool durante 17 anos, defendendo por grande parte da sua carreira o clube em que foi formado, revelado e onde conquistou muitos títulos. Defendendo os Reds entre 1998 e 2015, o meio-campista disputou 710 partidas pela equipe inglesa, marcando 186 gols e conquistando 10 títulos, sendo eles: a Copa da UEFA (2000/01), a Supercopa Europeia (2001 e 2005), Copa da Inglaterra (2000/01 e 2005/06), a Copa da Liga Inglesa (2000/01, 2003/04 e 2011/12), Supercopa da Inglaterra (2001 e 2006) e a Liga dos Campeões da UEFA (2004/05), sendo o capitão do Liverpool em boa parte dessas conquistas. O meio-campista teve também uma bela passagem pela seleção da Inglaterra, onde disputou 114 partidas, marcando 21 gols e sendo o capitão por um longo período.

Chegando ao fim da sua carreira, Steven defendeu o clube norte-americano Los Angeles Galaxy entre 2015 e 2016, onde disputou mais de quarenta partidas e marcou cinco gols, não conseguindo conquistar nenhum título. Durante toda a sua carreira, Steven Gerrard disputou 863 jogos oficiais, marcando 212 e conquistando títulos com seus clubes e individuais, como o Jogador Inglês do Ano em 2007 e 2012 e o Jogador do Ano da UEFA em 2005.

Boas Apostas!