O suíço Stanislas Wawrinka conquistou na noite do último domingo (11) o terceiro título de Grand Slam da sua carreira ao vencer a grande final do US Open 2016. Jogando em altíssimo nível contra o nº 1 do ranking mundial masculino Novak Djokovic, Stan Wawrinka, que atualmente ocupa a terceira colocação do ranking mundial, venceu a final do US Open por 3 sets a 1, com parciais de 6-7 (1-7), 6-4, 7-5 e 6-3. Ao conquistar pela terceira vez um título de Grand Slam, Wawrinka tornou-se o primeiro tenista fora do chamado Big Four (formado por Novak Djokovic, Andy Murray, Rafael Nadal e Roger Federer) desde 2005 a conquistar mais de um título de Grand Slam, tendo no seu histórico títulos do Australian Open de 2014, onde venceu Rafael Nadal na final, o Torneio de Roland Garros de 2015, onde venceu o sérvio Novak Djokovic, e agora o US Open, onde venceu novamente o melhor do tênis masculino.

Stanislas Wawrinka com a taça do US Open.

Stanislas Wawrinka com a taça do US Open.

Stan Wawrinka, que está com seus 31 anos, tornou-se o tenista mais velho a conquistar o US Open desde 1970, quando Ken Rosewall venceu o torneio aos 35 anos. Além disso, o suíço é o quinto homem da era profissional que conquistou pelo menos dois títulos de Grand Slam depois dos 30 anos, vencendo Roland Garros com 30 anos e US Open com 31 anos (Rod Laver, Ken Rosewall, Andre Agassi e Jimmy Connors são os outros tenistas).

Finalista imbatível

Wawrinka venceu as onze últimas finais que disputou.

Wawrinka venceu as onze últimas finais que disputou.

Até o ano de 2012, o suíço Stanislas Wawrinka, mesmo demonstrando muito talento e habilidade, não conseguia chamar atenção entre os grandes, mesmo em casa, onde tinha a concorrência do também suíço Roger Federer. Porém, em 2013 as coisas começaram a mudar. Foi neste ano que Wawrinka começou a trabalhar com Magnus Norman, ex-jogador sueco que foi rival de Gustavo Kuerten, e a partir daí melhorou seu estilo de jogo.

Três anos depois, o suíço se tornou muito perigoso em finais, já que nas últimas três temporadas, Wawrinka conseguiu vencer todas as 11 finais que disputou. A primeira final vencida foi em janeiro de 2014, quando conquistou o Chennai Open (Índia), o Australian Open, primeiro Grand Slam da sua carreira, e o Master 1000 de Monte Carlo. No ano seguinte, em 2015, conquistou mais quatro títulos: Chennai Open, ATP 500 de Roterdã (Holanda), ATP 500 de Tóquio e Roland Garros, seu segundo Grand Slam, além de ter evitado que Novak Djokovic, derrotado na final, conquistasse o único título que lhe faltava na carreira. E em 2016, Wawrinka conquistou pela terceira vez o Chennai Open, além dos torneios de Dubai e de Genebra. Quase no fim da temporada, o suíço conquistou o US Open ao venceu Djokovic pela segunda vez em uma Grand Slam.

Durante toda a sua carreira, Stanislas Wawrinka conseguiu vencer 46 vezes tenistas que estão no Top, sendo que no último domingo venceu pela terceira vez um nº 1 do mundo (em 2014 Rafael Nadal liderava o ranking mundial). “Stan, você mereceu vencer, absolutamente. Você foi o jogador mais corajoso no momento decisivo e merece esse título. Você chegou ao ápice, foi o melhor jogador, mentalmente mais resistente”, elogiou Novak Djokovic depois da final.

Outros vencedores do US Open 2016

Angelique Kerber conquistou o título do US Open no simples feminino.

Angelique Kerber conquistou o título do US Open no simples feminino.

Um dia antes da final do simples masculino do US Open, foi realizada a final das duplas masculinos do último Grand Slam da temporada. Disputada entre o Bruno Soares (BRA)/ Jamie Murray (ESC) e Pablo Carreño Busta (ESP)/Guillermo Garcia-Lopez (ESP), a final das duplas foi vencida pelo brasileiro e pelo britânico irmão do nº 2 do simples, Andy Murray. O brasileiro e o escocês venceram os espanhóis Busta/Garcia-Lopez no último sábado (10) por 2 sets a 0, com parciais de 6-2 e 6-3.

No mesmo dia, foi disputada também a final do simples feminino entre a alemã Angelique Kerber e a checa Karolína Plíšková. Atual nº 1 d ranking mundial do simples feminino, a alemã Angelique Kerber venceu a grande final do simples do US Open por 2 sets a 1, com parciais 6-3, 4-6 e 6-4. E no último domingo (11), mesmo dia da final do simples masculino, foi disputada a final das duplas femininas entre Bethanie Mattek-Sands (EUA)/ Lucie Safarova (CZE) e Caroline García (FRA)/Kristina Mladenovic (FRA). A final foi vencida pela norte-americana e ela tcheca por 2 sets a 1, com parciais 2-6, 7-6 (7-5) e 6-4. Após o fim do US Open, o calendário do tênis ainda terá a disputa de torneios importantes antes do fim da temporada, a Copa Davis, os Master 1000 de Xangai e de Paris e o ATP Finals.

Boas Apostas!