A Copa do Mundo de sub-20 é sempre uma oportunidade de ouro para os jovens talentos de vários países se apresentarem ao globo. O Brasil segue sendo a nação com mais participações na prova (18), a seleção que mais jogos disputou (103) e mais gols marcou (231), mas não vai estar na edição 22 da competição que inicia hoje, na Polônia.

Foto: "FIFA"

Foto: “FIFA”

24 nações vão disputar a Copa do Mundo sub-20, competição que arranca esta quinta-feira (23) em solo polonês. A “Canarinha” não consta no lote de participantes após ter falhado o acesso à fase final da competição por conta da má prestação do Sudamericano sub-20, em janeiro desse ano, competição que determinou o apuramento das seleções de Equador, Argentina, Uruguai e Colômbia. Pela terceira vez nas últimas quatro edições da competição continental da categoria, e equipe brasileira falhou o acesso a competição. A Venezuela, finalista vencida pela Inglaterra (0-1) em 2017, na Coreia do Sul, também não se apurou.

Grupos

As 24 seleções a concurso estão divididas em seis grupos de quatro. Tal e qual como na Libertadores, jogam em regime de todas contra todas a uma só volta. Para as oitavas se apuram os dois primeiros colocados de cada um dos grupos e os melhores terceiros colocados.

Em teoria, de entre todos os times sul-americanos em prova, aquele que terá a vida mais facilitada é o Uruguai. O time “Charrúa” integra o grupo C da competição juntamente com Honduras, Nova Zelândia e Noruega. Em “condições normais”, a equipa da América do Sul tem todo o favoritismo ao acesso à fase seguinte na primeira posição.

Já a Colômbia integra o grupo A e enfrenta hoje a Polônia, equipe da casa. As “águias brancas”, empurradas por seu público, deverão ser mesmo o principal obstáculo da equipe “cafetera”, sem descurar o potencial dos africanos do Senegal. O Tahiti, “patinho feio” da competição, também integra esse grupo A.

No grupo B, o Equador não vai ter tarefa fácil, apesar do sucesso no Sudamericano. Pela frente vai ter uma geração muito interessante da Itália, o “explosivo” México e ainda a congénere do Japão.

Por último, a Argentina, maior vencedora da história da competição com seis edições em seu palmarés, a última delas no ano de 2007. A “seleção das Pampas” vai enfrentar a ótima seleção portuguesa e as equipes representantes de Coreia do Sul e África do Sul. À partida, a discussão se fará entre portugueses e argentinos.

Encontros de hoje
México – Itália (14h00)
Tahiti – Senegal (14h00)
Japão – Equador (16h30)
Polônia – Colômbia (16h30)
Boas apostas!