A Croácia fez a melhor campanha de toda sua história em uma Copa do Mundo, chegando até a final, onde apesar da derrota pelo placar de 4X2 diante da forte seleção francesa, ainda assim a Croácia levou grande orgulho para o seu povo e o elenco foi recebido com festa no retorno ao seu país. Além do vice-campeonato, a seleção ainda teve o orgulho de ver Modric ser premiado como o melhor jogador do mundial. É importante lembrar que a seleção croata chegou até a final apresentando um bom futebol, mas principalmente se superando muito, já que nas oitavas de final enfrentou a Dinamarca, empatando no tempo normal, jogando a prorrogação e ainda vencendo nos pênaltis. Nas quartas de final, tudo isto se repetiu, porém conta a Rússia, e assim a partida mais uma vez foi longa e desgastante, sendo decidida na cobrança de penalidades. Então na semifinal, o adversário foi a Inglaterra, onde o empate persistiu no tempo normal e o duelo foi decidido na prorrogação com a vitória pelo placar de 2X1. Isto fez com que a Croácia chegasse na grande final na base da superação, mostrando extrema dedicação em todos os jogos. Diante deste contexto, a seleção se identificou ainda mais com os meninos que ficaram presos na caverna na Tailândia e então fizeram importantes doações.

Entenda o caso

É importante destacar que os meninos da Tailândia estavam jogando bola antes de serem surpreendidos por uma grande tempestade, onde então entraram em uma caverna para se proteger da chuva, porém foram mais uma vez surpreendidos pelo volume de água e então ficarem presos por vários dias dentro da caverna. Ao longo dos dias, após o encontro com a equipe de resgate, os meninos foram mostrando a profunda ligação com o futebol, perguntando notícias da Copa do Mundo. O presidente da FIFA chegou a oferecer um grande presente, convidando a todas estas crianças para assistirem ao vivo a final da Copa do Mundo, na Rússia, porém devido aos problemas de saúde destas crianças, a viagem não foi possível. Mas vale lembrar que mesmo com os meninos estando ausentes da grande decisão, muitos jogadores se manifestaram, disponibilizando apoio para estas crianças e um destes casos aconteceu com a seleção croata.

Camisas para os pequenos craques

A Croácia anunciou a doação de camisas da seleção para cada um dos meninos, mostrando que além do bom futebol dentro de campo, os croatas também se importam e reconhecem todo o bom sentimento das humildades crianças que mesmo dentro de uma caverna desejavam acompanhar a Copa do Mundo. Talvez pelo fato da Croácia ser uma seleção mais esforçada do que talentosa, ou seja, mostra grande dedicação em campo, todo o elenco se sensibilizou e resolver lembrar das crianças que tanto se esforçaram, lutando pela vida durante vários dias consecutivos. É importante lembrar que outras seleções e alguns jogadores também já deixaram claro que de alguma forma ajudarão os pequenos craques, assim os Javalis Selvagens (nome do time dos meninos) já foi convidado para participar de um torneio internacional e assistir um jogo do Barcelona no Camp Nou. Outro grande clube que se manifestou foi o Manchester United que disse “Gostaríamos muito de receber a equipe e Futebol Clube Javalis Selvagens e suas equipes de resgate”. Desta forma o futebol se torna mais humano e solidário, com os meninos podendo conhecer de perto alguns ótimos jogadores, os quais são exemplos para eles, além disto, nestes encontros, os meninos também poderão servir de exemplos para os jogadores, ou seja, tudo o que está acontecendo pode ser de grande proveito para ambas as partes. Viva o futebol!