Revelado no Santos, Paulo Henrique Ganso mantém uma ligação saudável ao “Peixe”, mesmo depois de já ter representado o rival São Paulo. O médio de 27 anos volta a estar na agenda do time santista e a imprensa garante que o presidente Modesto Roma se prepara para abordar o atleta.

Foto: "Rex Shutterstock/Zumapress"

Foto: “Rex Shutterstock/Zumapress”

Habituado à especulação, Paulo Henrique Ganso foi constantemente apontado ao futebol europeu durante o tempo em que esteve no Santos. Conquistou a Libertadores 2011 com a camisa santista e sua cotação disparou. O “menino” de Ananindeua, no Pará, rapidamente se transformou em um dos jogadores brasileiros mais interessantes para os times da Europa, mas a mudança não se concretizou e os últimos tempos do jogador no Santos quase fizeram esquecer seu auge. Os problemas físicos foram uma constante e o médio que joga de esquerda resolveu dar novo rumo à sua carreira, indo para o São Paulo em setembro de 2012. O “tricolor Paulista” apresentou uma proposta que satisfez todas as partes envolvidas e convenceu o atleta à mudança. Os quatro anos no São Paulo foram determinantes para relançar a carreira do atleta. Em julho de 2016, a mudança para a Europa finalmente se concretizou, graças a uma proposta de R$ 16,3 milhões apresentada pelos espanhóis do Sevilha, treinados pelo chileno Jorge Sampaoli. No adeus ao São Paulo, em lágrimas, Paulo Henrique Ganso lembrou o papel do clube na sua recuperação: “O São Paulo mudou a minha vida. Quando eu cheguei, muitas pessoas falaram que eu não jogaria aqui. Que eu já era um ex-jogador. Mas graças ao clube, hoje, eu posso jogar futebol com alegria. Só posso agradecer, porque o São Paulo representa muito na minha vida. Não tenho dúvidas de que um dia voltarei para conquistar a Libertadores pelo Tricolor”, afirmou.

Em Sevilha, com meia temporada já cumprida, Paulo Henrique Ganso não se tem afirmado num time que é a grande sensação do campeonato espanhol e que por esta altura até é segundocolocado, depois de ter colocado um ponto final na série de jogos do Real Madrid sem perder. Até ao dia 21 de janeiro de 2017, o meia participou em 12 jogos com a camisa do Sevilha. Fez seis jogos no campeonato espanhol, três na Copa do Rei, participou nas duas partidas da Supercopa da Espanha e jogou uma partida para a Liga dos Campeões da Europa. Jorge Sampaoli não convocou o jogador para os últimos seis jogos do campeonato e a pouca utilização poderá resultar no regresso de Paulo Henrique Ganso ao Brasil.

Nova investida santista

O Santos tenta o regresso de Paulo Henrique Ganso pela segunda vez, depois de ter falado com o atleta em janeiro de 2015. Apesar das palavras do atleta quando deixou o São Paulo – “estou muito mais identificado com o São Paulo que com o meu ex-clube [o Santos]” -, vale ao ao “Peixe” a boa relação entre o atleta e o presidente Modesto Roma e, segundo a imprensa, o brasileiro estaria interessado em trabalhar com Dorival Júnior, técnico que pediu à diretoria para tentar repatriar o médio ofensivo. Depois de ter falhado o ataque a Robinho, o Santos reúne seus esforços (financeiros e humanos) para fazer com que Paulo Henrique Ganso se converta no reforço mais sonante para a nova época. As negociações com o Sevilha deverão se iniciar neste fim-de-semana. No início da temporada, Jorge Sampaoli pediu paciência com Paulo Henrique Ganso e destacou a importância de o atleta recuperar a confiança para poder mostrar seu melhor nível.

Boas Apostas!