Jorge Sampaoli é um dos técnicos mais requisitados da atualidade. A qualidade do trabalho que está desenvolvendo em Sevilha aumenta a admiração pelos seus serviços, despertando o interesse em seus serviços. Segundo a imprensa asiática, os responsáveis do futebol do Qatar estão em negociações com o técnico argentino.

Foto: "Jorge Guerrero/AFP"

Foto: “Jorge Guerrero/AFP”

Contratado no início da temporada para orientar o Sevilha, a expetativa dos torcedores do clube andaluz era alta, sobretudo depois de conduzir o Chile à vitória na Copa América 2015. Embora tenha contrato com o clube espanhol e o trabalho desenvolvido esteja a ser, de um modo genérico, positivo, o interesse nos serviços do treinador têm colocado em causa a possibilidade de permanecer no Sevilha. Cogitado para assumir a seleção argentina aquando da saída de Tata Martino, Jorge Sampaoli permaneceu em Sevilha, até porque os responsáveis do clube avisaram o técnico de que nem sequer quereriam ouvir mais sobre a possibilidade de deixar o clube. Agora, após a eleição de novos responsáveis para a organização que tutela o futebol argentino, a oportunidade volta a estar em cima da mesa, podendo suceder a Edgardo Bauza no final das eliminatórias para a Copa do Mundo 2018. Agora, há novo projeto em cima da secretária do técnico, com uma tentadora oferta da seleção do Qatar.

Ataque a 2022

A informação de que Sampaoli recebeu uma abordagem dos responsáveis da seleção do Qatar é avançada pela revista “Doha Stadium”, referindo que o técnico e a federação asiático estão já em “conversação avançadas” para a concretização do negócio. Economicamente, de todas as hipóteses de carreira, a proposta que visa a orientação da seleção do Qatar deverá ser a mais tentadora. O objetivo dos responsáveis da nação do emirado asiático é a preparação do conjunto local para a participação no Copa do Mundo 2022, que será disputado em casa, isso depois de presumivelmente falhar a classificação para a Copa do Mundo 2018, na Rússia.

A mesma foto cita que a federação está disposta a proporcionar a possibilidade de trabalhar com uma comissão técnica composta por 14 colaboradores, apontando à classificação para os Jogos Olímpicos e à passagem da fase de grupos para as oitavas na Copa de 2022. Em Espanha, o complemento à notícia da oferta feita a Sampaoli diz respeito à possibilidade de trabalhar com o jogador catalão Xavi Hernández, veterano que rumou ao Qatar após deixar o Barcelona para abraçar o projeto proposto pelo Al-Sadd. O jornal “Marca” escreve que Sampaoli vê com bons olhos a possibilidade de contar com o contributo de um dos melhores jogadores da história do futebol espanhol, pilar nas conquistas da “La Roja” durante os últimos anos.

Enquanto a especulação quanto à saída de Sampaoli continua, o Sevilha viaja até ao Camp Nou na tarde dessa quarta-feira, para encarar o Barcelona em partida válida pela 30ª rodada do campeonato local.

Boas Apostas!