A especulação se arrastava desde os últimos dias de 2017, altura em que a imprensa inglesa lançou a informação de que Cristiano Ronaldo já teria expressado sua vontade de deixar o Real Madrid junto da diretoria do clube. A especulação é agora desfeita pelo próprio jogador.

Foto: "EPA"

Foto: “EPA”

A possibilidade de Cristiano Ronaldo deixar o Real Madrid tem sido um dos temas mais badalados nessa janela de transferências. Ao longo das últimas semanas, a imprensa internacional fez eco de um alegado pedido do jogador junto da diretoria dos “merengues” para deixar o clube, cenário agora desmentido pelo próprio em uma entrevista à revista chinesa “Dongqiudi”. A julgar pelas palavras do craque “luso”, a saída do Real é um cenário que não passa pela sua cabeça, pelo menos para já: “Quero ficar, este clube encanta-me”, terá dito em entrevista à mídia asiática.

A notícia sobre uma possível saída de Ronaldo abriu um enorme precedente para especulação na imprensa internacional. Em uma altura na qual a saída de Neymar do PSG no final da temporada também tem estado na ordem do dia, o Real Madrid foi imediatamente apontado como potencial interessado caso a saída de Cristiano Ronaldo se efetivasse. José Mourinho, técnico que nessa semana renovou contrato com o Manchester United, foi questionado sobre a possibilidade de Ronaldo voltar a ser “Red Devil”. O técnico português referiu que nesse momento o clube não realizará uma tentativa de contratação do jogador, sobretudo depois de ter feito um grande investimento na contratação de Alexis Sánchez.

Na mesma entrevista, Cristiano Ronaldo aborda a má temporada que o Real Madrid está a realizar, mas se recusa a “atirar a toalha ao chão” em qualquer uma das frentes em que o time se encontra envolvido: “Estamos descontentes e decionados, mas o futebol está sempre a mudar e temos que nos motivar. Se no final da temporada ganharmos a Liga dos Campeões, vai ser uma temporada incrível. Neste mundo tudo pode acontecer, somos uma grande equipa e temos hipóteses de ser campeões europeus. A Liga? Não nos damos por derrotados, mas vai ser mesmo muito difícil”, referiu.

Em ano de Mundial, o campeão Europeu por Portugal em 2016 também foi questionado sobre a participação na prova que vai decorrer em solo russo. “A Copa do Mundo? Quero ganhar, mas não somos [Portugal] favoritos”. Depois de não ter estado entre os eleitos para o confronto com o Leganés no Bernabéu que culminou com a eliminação da Copa do Rei, Cristiano Ronaldo regressou nesse sábado ás opções do técnico Zinedine Zidane para a difícil deslocação do Real Madrid ao Mestalla, terreno do Valência.

Boas Apostas!