O treinador da seleção brasileira sub-20 Rogério Micale, anunciou na última sexta-feira (23) a lista de jogadores que defenderão o Brasil no Torneio Quadrangular de Seleções, competição que será disputada em Talca, Chile, e servirá como preparação para o Campeonato Sul-Americano da categoria sub-20 de 2017, que será disputado no Equador. A seleção brasileira enfrentará três das principais seleções sul-americanas no Torneio Quadrangular de Seleções. No próximo dia 12 de outubro, o Brasil jogará contra a seleção do Uruguai, enquanto no dia 14 enfrentará o Equador e encerrará sua participação no torneio no dia 16 jogando contra o Chile. Os jogadores convocados deverão se apresentar na Granja Comary, em Teresópolis (Rio de Janeiro) no dia 02 de outubro e viajarão no dia 07 de outubro.

Rogério Micale em entrevista coletiva pela seleção brasileira.

Rogério Micale em entrevista coletiva pela seleção brasileira.

Confira a convocação de técnico Rogério Micale:

Goleiros: Cleiton (Atlético Mineiro), Lucas Perri (São Paulo);

Laterais: Raul (Grêmio), Vitinho (Cruzeiro), Jefferson (Goiás), Marlon (Criciúma);

Zagueiros: Eder Militão (São Paulo), Everson (Bahia), Lyanco (São Pulo), Murilo (Cruzeiro);

Meio-campistas: Caio Henrique (Atlético de Madrid-ESP), Douglas Luiz (Vasco da Gama), Lucas Paquetá (Flamengo), Matheus Fernandes (Botafogo), Ravanelli (Ponte Preta), Vander (Cruzeiro), Artur (Palmeiras);

Atacantes: Caio Monteiro (Vasco da Gama), Daniel Penha (Atlético Mineiro), Felipe Vizeu (Flamengo), Léo Jabá (Corinthians), Matheus Savio (Flamengo);

Destaques da convocação

Felipe Vizeu é um dos destaques.

Felipe Vizeu é um dos destaques.

Um dos destaques na lista divulgada por Rogério Micale na última sexta-feira foi o atacante Felipe Vizeu. O jovem atleta de 19 anos defende atualmente o Flamengo, onde desde o início do ano vem conseguindo resultados muito bons. Logo em janeiro consagrou-se campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2016, onde foi o artilheiro do Flamengo com sete gols marcados. Na sequência do ano, Vizeu foi promovido para a equipe principal do clube rubro-negro e continuou tendo bons desempenhos. No Campeonato Brasileiro, o atacante é o artilheiro do Flamengo, com quatro gols marcados (até a 26ª rodada), ao lado o peruano Paolo Guerrero também com quatro gols.

Outro destaque desta lista de convocados por Micale é o lateral-esquerdo Jefferson, que atualmente defende o Goiás. Durante 2016, o jogador atuou como titular em muitas partidas da equipe principal, porém, acabou perdendo espaço depois da chegada do técnico Gilson Kleina. Convocado pela seleção brasileira pela primeira vez, Jefferson esteve entre os seis atletas do Goiás que treinaram com a seleção olímpica antes do amistoso contra o Japão, em Goiânia e antes dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Na sua equipe, o lateral-esquerdo já fez 19 partidas, 18 delas na Série B do Campeonato Brasileiro e uma no Campeonato Goiano. Outro destaque e estreante na seleção brasileira é o volante Vander, que atualmente defende a equipe sub-20 do Cruzeiro. Convocado pela primeira vez pela seleção brasileira, o jovem de 18 anos tem sido um dos destaques da equipe mineira no Campeonato Mineiro Sub-20, além de ter conseguido chegar até as semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior no início do ano, além dos 14 gols marcados desde a sua chegada ao Cruzeiro em agosto de 2014.

Micale campeão olímpico

Micale comemorando o título olímpico com Neymar.

Micale comemorando o título olímpico com Neymar.

Em meados de junho deste ano, a CBF anunciou que Rogério Micale seria o treinador da seleção brasileira durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. A decisão foi tomada logo depois de uma negociação entre a entidade máxima do futebol brasileiro e o técnico Tite, que afirmou que só assumiria a seleção brasileira principal se Micale pudesse dar sequência ao trabalho que vinha fazendo nas categorias de base da seleção. Inicialmente, Dunga seria o treinador do Brasil nas Olimpíadas, porém, como acabou sendo demitido não ocupou o cargo. Depois da demissão de Dunga, a CBF foi atrás de Tite para ser o treinador da seleção brasileira tanto a principal quanto a olímpica, porém, só conseguiu trazer o ex-treinador do Corinthians com a condição de que Rogério Micale fosse o treinador da seleção olímpica.

Experiente comandando a categorias de base de várias equipes, como Atlético Mineiro e Figueirense, o técnico Rogério Micale esteve a frente da seleção olímpica durante toda a preparação para as Olimpíadas e durante o próprio torneio, suportando a pressão de trazer em casa o único título que o Brasil não tinha conquistado na história doo futebol brasileiro. Iniciando os Jogos Olímpicos com resultados irregulares, uma vitória e dois empates na fase de grupos, Rogério Micale conseguiu organizar a seleção brasileira durante o torneio e nos trouxe a tão esperada medalha de ouro no futebol olímpico masculino, sendo considerado um dos principais responsáveis pela conquista, ao lado de Neymar, autor do pênalti do título, e do goleiro Weverton, defensor de uma penalidade da seleção da Alemanha, vice-campeã olímpica.

Boas Apostas!