Situação com contornos de déjà vu para Neymar. Nova lesão no quinto petatarso do pé direito e em um “timing” idêntico. O internacional brasileiro poderá voltar os gramados apenas em meados de abril.

Foto: "Reuters"

Foto: “Reuters”

25 de fevereiro de 2018. O PSG vence o Marseille por três a zero no Parc des Princes, em jogo da Ligue 1, mas a noite fica marcada por uma lesão contraída por Neymar, internacional brasileiro que havia assistido o gol de Edinson Cavani. Machucado no quinto metatarso do pé direito, Neymar foi alvo de uma intervenção cirúrgica, não vestindo mais a camisa do PSG até final da temporada, retornando apenas na Copa do Mundo para representar a seleção do Brasil. No imediato, a consequência foi falhar a partida de ida das oitavas da Liga dos Campeões frente ao Real Madrid, emblema que viria a vencer a competição.

Cerca de 11 meses depois, a mesma situação. Neymar se lesionou no encontro com o Strasbourg (2-0) no quinto metatarso do pé direito e, uma vez apurada a zona da lesão, e temeu o pior. No entanto, o prognósticos mais negativos não se confirmaram e afinal Neymar não vai ter que ir novamente “à faca”, tal como o PSG anunciou oficialmente em seu site oficial.

O tempo de recuperação para Neymar será de cerca de dez semanas, o que significa que o PSG não vai poder contar com os préstimos do brasileiro nos meses de fevereiro e março. A situação na Ligue 1 é bem tranquila para a equipe da capital que lidera com 13 pontos de avanço em relação ao segundo colocado, mas o mesmo não se pode dizer da Liga dos Campeões, o “sonho” do proprietário Nasser Al-Khelaifi. Os dois embates com o Manchester United, válidos pelas oitavas da Liga dos Campeões, estão agendados para fevereiro/março, pelo que Neymar não poderá disputar nenhum dos dois – a 12 de fevereiro, o Manchester United recebe o PSG em Old Trafford, viajando até à capital gaulesa a 6 de março. Caso os parisienses consigam ultrapassar os “Red Devils”, Neymar deverá estar ausente da partida de ida das oitavas.

Lesão após boa sequência

Antes de se lesionar ante o Strasbourg, abandonando o terreno do jogo aos 17 do segundo tempo, Neymar atravessava uma ótima sequência de sete jogos sempre a marcar, no último deles por duas vezes, frente ao Guingamp. Ao todo, o internacional brasileiro leva 20 gols marcados em 23 partidas na atual temporada, registo que só poderá melhorar dentro de dez semanas. Vale lembrar que esse verão também não será de pausa para Neymar, uma vez que vai ter Copa América em solo brasileiro no mês de junho até início de julho.

Boas apostas!