Dois jogos oficiais no novo ano, quatro pontos perdidos e uma das maiores crises dos últimos anos no Real Madrid. Após 18 jornadas, o Real Madrid já leva dez pontos de atraso em relação ao líder Barcelona.

Foto: "Getty Images"

Foto: “Getty Images”

Santiago Solari sucedeu a Julen Lopetegui no comando do Real Madrid e, no imediato, o impacto no elenco foi positivo: o argentino alcançou o melhor arranque de sempre de um técnico à frente do time do Bernabéu e levou o Real à conquista de mais uma edição da Copa do Mundo de clubes. Duas semanas depois do triunfo nos Emirados Árabes Unidos, o cenário é bem negro no Bernabéu. Quando se esperava que a conquista do troféu catapultasse a equipe para mais sucessos, aconteceu precisamente o contrário: o Real Madrid não conseguiu mais que um empate a dois golos no terreno do Villarreal – conjunto que este ano não está tão forte quanto nas últimas épocas – e perdeu este domingo (6) na receção à Real Sociedad (0-2), horas antes de assistir a mais um triunfo do Barcelona na deslocação ao terreno do Getafe (1-2). Contas feitas, o Barça foi novamente o grande vencedor da jornada: para além de ter ganho mais três pontos ao Real Madrid, beneficiou do empate entre Atlético de Madrid (2º) e Sevilha (3º), liderando agora com cinco pontos de vantagem em relação à equipa “Colchonera”.

A ausência de gols no “pós-Ronaldo”

Há três décadas que não se via algo assim. Na primeira temporada após a saída de Cristiano Ronaldo, o Real Madrid leva apenas 26 gols marcados após 18 rodadas. Segundo os espanhóis do jornal “Marca”, há 30 anos (desde 1991/92) que um time “madridista” não marcava tão pouco.

De resto, após a saída de Cristiano Ronaldo, a responsabilidade aumentou para alguns dos seus ex-companheiros. Luka Modric, recentemente galardoado com o Ballon D’Or, foi um dos elementos a dar a cara após a mais recente derrota com a Real Sociedad, deixando no ar a hipótese de se verificarem alguns problemas no vestiário do time. De resto, Gareth Bale, galês que está novamente lesionado, foi apanhado pelas câmaras da mídia a abandonar o Santiago Bernabéu aos 78 minutos, com o time em desvantagem por uma bola a zero. Os cerca de 53 mil espetadores presentes no estádio assistiram também à expulsão de Lucas Vazquez à hora de jogo, mais um sintoma de que algo vai mal no vestirário do Real.

A contratação de Brahim Díaz e o reencontro com um “carrasco”

Esta segunda-feira (7), o Real Madrid apresentou oficialmente Brahim Díaz, jovem de 19 anos que chega ao Bernabéu proveniente do Manchester City. Para garantir desde já os serviços do jogador que estava em final de contrato com o emblema inglês, o Real investiu 17 milhões de euros – podendo gastar mais sete em variáveis.

O Real de Solari vai voltar a entrar em ação na próxima quarta-feira (9) para medir forças com o Leganés, adversário que foi o seu “carrasco” na última edição da Copa de Espanha.

Boas apostas!