Se não poderá fazer novas contratações na próxima janela de transferência, o Real Madrid está se prevenindo para pelo menos não perder alguns de seus principais jogadores.

Lucas Vázquez comemorando gol pelo Real Madrid.

Lucas Vázquez comemorando gol pelo Real Madrid.

A equipe confirmou na última quarta-feira (26) mais uma renovação de contrato, sendo essa a terceira durante o mês de outubro. Desta vez, quem permanecerá na equipe espanhola por mais alguns anos é o atacante espanhol Lucas Vázquez, que assinou um novo contrato com o Real, contrato o qual tem validade até junho de 2021. A informação foi dada no site oficial do Real Madrid, onde a equipe afirmou que o jogador dará na próxima quinta-feira (27) uma entrevista coletiva no Estádio Santiago Bernabéu sobre a sua renovação de contrato, porém, não confirmou os valores do novo contrato entre as duas partes.

O atacante Lucas Vázquez chegou ao Real Madrid em 2007, atuando nas categorias de base da equipe espanhola e durante a temporada 2014/15 foi emprestado para o Espanyol, onde disputou 39 partidas e marcou cinco gols. Na temporada seguinte, o atacante voltou ao Real Madrid e aos 25 anos vem conseguindo o seu espaço na equipe titular do Real Madrid, tornando-se peça importante no elenco espanhol desde o fim da última temporada. Na temporada 2015/16, Vázquez marcou quatro gols, enquanto nesta temporada marcou apenas um gol, contra o Légia Varsóvia pela fase de grupos Liga dos Campeões, e deu três assistências.

Renovação de Modric e Kroos

Lukas Modric e Toni Kroos jogando pelo Real Madrid.

Lukas Modric e Toni Kroos jogando pelo Real Madrid.

Antes de confirmar a renovação de contrato de Lucas Vázquez, o Real Madrid havia anunciado a permanência de outros dois titulares importantes. No último dia 18 de outubro, a equipe espanhola anunciou que Lukas Modric permanecerá no Real por mais quatro anos, assinando um contrato com validade até 2020. Iniciando sua carreira no Dinamo Zagreb, Modric passou pelo Tottenham antes de chegar ao Real Madrid, em 2012, quando foi contratado por € 30 milhões. Na equipe espanhola, já conquistou muitos títulos, entre eles a Liga dos Campões (2013/14, 2015/16) e o Mundial de Clubes (2014). Porém, atualmente, Modric está afastado devido a uma lesão no joelho esquerdo sofrida durante uma partida contra o Borussia Dortmund pela Liga dos Campeões e só deverá voltar aos gramados daqui um mês.

No último dia 13, o Real Madrid anunciou também a renovação do meio-campista alemão Toni Kroos, que permanecerá na equipe espanhola até meados de 2022 ou até encerrar sua carreira, já que confirmou que pretende se aposentar no Real Madrid pouco depois do fim do seu novo contrato. Com essa renovação, Kroos receberá cerca de € 20 milhões (R$ 70,5 milhões) por temporada, totalizando € 120 milhões (R$ 423,2 milhões) durante os seis anos que ficará no Real Madrid. Com isso, o meio-campista tornou-se o alemão mais bem pago da história do futebol, ultrapassando o atacante Thomas Muller que recebe € 15 milhões (R$ 52,5 milhões) do Bayern de Munique e o volante Bastian Schweinsteiger que ganha € 14 milhões (R$ 49 milhões) do Manchester United.

Punição da FIFA

Escudos de Real Madrid e Atlético de Madrid.

Escudos de Real Madrid e Atlético de Madrid.

Um dos principais motivos para as recentes renovações de contrato dentro do Real Madrid é o fato da equipe estar proibida de fazer novas contratações na próxima janela de transferência e por isso estar pensando em pelo menos manter seus principais jogadores. A proibição foi anunciada no início desse ano pela FIFA, entidade máxima do futebol mundial que confirmou que o Real Madrid e o Atlético de Madrid estão impossibilitados de fazer novas contratações na janela de transferência na metade de 2016 e no início de 2017. Porém, vale ressaltar que as esquipes estão na verdade proibidas de inscreverem novos jogadores durante esse período, ou seja, poderão contratar atletas nas duas janelas, mas não poderão inscrevê-los e nem usa-los em seus elencos, algo que só vai acontecer a partir da janela da metade de 2017 para frente.

O motivo da proibição foram as irregularidades encontradas nas contratações de jogadores menores de 18 anos por parte das equipes espanholas. Segundo a FIFA, que investigou o caso por um ano com a ajuda da Federação Espanhola de Futebol (RFEF), as duas equipes espanholas infringiram o artigo 19 do Regulamento sobre Estatuto e Transferência de Jogadores, onde fica proibida a transferência de jogadores menos de 18 anos, exceto em casos especiais. Durante a investigação, foram descobertas contratações de 39 jogadores menos de idade por parte do Real Madrid, entre eles os quatro eram os filhos de Zinedine Zidane, técnico e ídolo do Real.

Boas Apostas!