Que fase! Depois de 40 partidas sem perder, o Real Madrid atravessa uma fase bem negativa. O time treinado por Zinedine Zidane foi eliminado da Copa do Rei nessa quarta-feira, torneio que era um dos objetivos para a temporada. O Celta de Vigo seguiu para as semis após provocar a zebra das quartas.

15 de janeiro de 2017. A data marca a primeira derrota do Real Madrid desde abril de 2016. Os “Merengues” se deslocaram ao sul da Espanha, na Andaluzia, para o confronto válido pela 18ª rodada do campeonato espanhol e se colocaram em vantagem com um gol de Cristiano Ronaldo na cobrança do máximo castigo, mas a partida não terminou bem para os da capital. A briga até ao apito final do juiz é a cara desse Sevilha, ainda para mais com um técnico como o chileno Jorge Sampaoli. Foi assim no confronto com o Real Madrid e depois de um gol contra de Sergio Ramos, formado no Sevilha, Stevan Jovetic bateu o goleiro Keylor Navas já nos acréscimo e deu a vitória ao time da casa por duas bolas a uma. A derrota pôs fim ao ciclo de 40 jogos sem perder (estava a três de igualar o recorde da Juventus) e precedeu a eliminação da Copa do Rei.

A zebra Celta de Vigo

Para chegar nas quartas da Copa do Rei, o Real Madrid deixou para trás o modesto Cultural Leonesa (1-7; 6-1) e o Sevilha (3-0; 3-3). Eliminado em 2015/16 na quarta ronda pelo Cádiz devido à utilização irreguçar de Denis Cheryshev, o Real venceu o troféu pela última vez em 2013/14, numa decisão ganha (2-1) contra o Barcelona.

Foto: "REUTERS/Miguel Vidal"

Foto: “REUTERS/Miguel Vidal”

Esse ano, a queda do Real Madrid começou no Santiago Bernabéu, com uma derrota para o Celta de Vigo (1-2) bem comprometedora. O resultado de 0 a 0 se prolongou até ao minuto 64, quando Iago Aspas deu vantagem ao time da Galiza na conclusão de um contra rápido que apanhou a defesa da casa muito descompensada. O brasileiro Marcelo (entretanto se lesionou frente ao Málaga) igualou a partida com um bonito voleio dentro da área, mas uma recuperação de Aspas a meio-campo lançou Jonny Castro no meio dos centrais do Real e o jogador espanhol deu uma nova vantagem que não mais se alterou. O Real estava obrigado a ganhar a partida de volta no Balaídos, terreno difícil por tradição.

Na Galiza, o Celta de Vigo ganhou vantagem como no confronto da ida, com uma infelicidade do lateral brasileiro Danilo, que colocou a bola na própria baliza pela segunda vez em cerca de 15 dias, uma vez que já tinha acontecido na partida com o Sevilha nas oitavas da Copa do Rei. “Mal amado” no Bernabéu, se tem especulado muito sobre uma possível transferência. Já no segundo tempo, Cristiano Ronaldo empatou com um belo gol de falta, mas o Real precisava de mais um para levar a decisão para a prórroga. Com o time do Real balanceado no ataque à procura do gol, o Celta de Vigo chegou à área madridista praticamente em igualdade número e o dinamarquês Daniel Wass fez o gol que definiu a eliminatória: 2-1 para o Celta de Vigo (4-2 na eliminatória) e loucura total no Balaídos. O Real ainda foi na briga e Lucas Vázquez fez de Sérgio Ramos marcando quase nos acréscimos, mas os quatro minutos de acréscimos não seriam suficientes para o Real marcar mais um gol que permitiria chegar às semis. A objetividade do Celta de Vigo valeu o acesso. Depois de ter vencido o Mundial de Clubes no Japão, o Real Madrid falha o segundo grande objetivo da temporada.

Atléti e Alavés avançam

Enquanto o Real ficou pelo caminho, o rival Atlético de Madrid alcançou uma vaga na fase seguinte ao passar pelo Eibar. A vitória por três a zero no Calderón foi suficiente e nem o empate (2-2) da segunda partida tirou os homens do “Cholo” Simeone das semis. O Alavés, por sua vez, deixou para trás o AD Alcorcón do segundo escalão com um resultado agregado de dois a zero. Esta noite, Real Sociedad e Barcelona discutem a última vaga no Camp Nou, depois de uma vitória do time “Culé” em San Sebastián na partida de ida.

Boas Apostas!