O império Red Bull continua se expandido um pouco por todos os pontos do mundo futebolístico. No Brasil, a marca austríaca de bebidas energéticas decidiu agora investir no Bragantino. O time só assumirá o “naming” de Red Bull Bragantino em 2020, mas os recursos financeiros e humanos já estão sendo mobilizados. Ralf Rangnick é mais um dos rostos dessa aposta.

RangnickLíder da Série B com 16 pontos conquistados em sete rodadas (tem mais um jogo que os concorrentes), o Bragantino é tido como um dos grandes favoritos à subida de escalão nesse ano. O motivo? Simples. Em finais do mês de março, o time se fundiu com o Red Bull Brasil, time que disputava o Paulistão. Ora, a Red Bull injetou nada mais nada menos que R$ 45 milhões no clube para esse ano, orçamento bem superior ao da maioria dos concorrentes. O objetivo é claro: chegar na Série A já em 2020 e sob a designação de Red Bull Bragantino. Ainda que a alteração do “naming” só esteja prevista para 2020, o clube já vem sendo administrado em função das normas impostas pelos responsáveis do futebol da Red Bull.

O ex-internacional brasileiro Zago é o timoneiro encarregue de alcançar a promoção e, no final desse mês de junho, vai contar com mais um apoio nesse sentido. A aposta da Red Bull é séria e prova disso é a deslocação de Ralf Rangnick, alemão de 60 anos, para o Brasil. Técnico principal do RB Leipzig ao longo da última época dado que se tratava de um ano de transição até a chegada de Julan Naggelsmann, treinador que estava então ao leme do Hoffenheim. No final da época, tudo indicava que Rangnick voltasse a assumir as funções de coordenador técnico a tempo inteiro, mas o cenário não se concretizou. O RB Leipzig anunciou formalmente a saída de Rangninck no final do mês com destino ao Brasil para coordenar sobretudo o Bragantino, continuando a gerir os destinos do New York Red Bulls e a trabalhar para o RB Leipzig enquanto consultor.

A partir de agora, o trabalho se Rangnick se vai dividir entre Bragança Paulista e Nova Iorque. Para o auxiliar em sua nova missão, contará com o analista de vídeo Lars Kornetka e com o “chief scout” Paul Mitchell.

Boas apostas!