Quarta-feira em grande na Ligue 1. Nessa quarta-feira se disputarão sete jogos relativos à rodada 16 da competição. Nos primeiros três encontros da ronda, disputados terça-feira (4), o Lille foi vencer ao reduto do Montpellier e assumiu o segundo lugar à condição, ao passo que o Mônaco retornou aos triunfos ao vencer na casa do penúltimo Amiens. Nessa tarde, o Lyon procurará ascender à vice-liderança, ao passo que o PSG tentará vencer após o primeiro deslize nas provas domésticas, mesmo sem Neymar entre os eleitos.

Strasbourg – PSG

Foto: "Reuters"

Foto: “Reuters”

O PSG estabeleceu um novo máximo em termos de melhor arranque de sempre. A equipe da capital francesa venceu os 13 primeiros compromissos na atual edição do campeonato francês e só perdeu os primeiros dois pontos no 14º confronto que disputou, no caso, diante do Bordeaux (2-2), fora de portas. O empate está longe de incomodar um time que à entrada para essa rodada liderava com 14 pontos de avanço em relação ao segundo colocado da tabela. A equipe da capital francesa exerce o domínio mais acentuado dos campeonatos “top 5” da Europa e nessa quarta-feira (5), diante do Strasbourg, não contará com Neymar. O internacional brasileiro abandonou o confronto com o Bordeaux por questões de ordem física e Thomas Tuchel optou por o deixar fora dos eleitos para esse desafio. Ainda assim, Neymar poderá muito bem ser a única poupança no onze, uma vez que o PSG não entrará em campo no próximo final de semana: o embate com o Montpellier foi adiado devido às manifestações dos “coletes amarelos” que têm decorrido na capital francesa.

Os brasileiros Thiago Silva, Marquinhos e Dani Alves deverão manter a titularidade. O trio da frente deverá ser composto por Mbappé, Dí Maria e Cavani

Lyon – Rennes

A vitória do Lille no terreno do Montpellier permitiu ao time dos brasileiros Gabriel Magalhãoes, Thiago Maia, Thiago Mendes e Luiz Araújo assumir o segundo posto da tabela classificativa, mas essa situação poderá ser “sol de pouca dura”. Caso o Lyon vença esta tarde, na receção ao Rennes, passará para a vice-liderança com um ponto a mais que o Lille. Invicto há nove jogos, o Lyon vai enfrentar um time que atravessa uma fase bem conturbada. Sabri Lamouchi foi despedido pela diretoria do Rennes devido aos maus resultados, cedendo seu lugar a Julien Stephan, técnico do time de reservas. No entanto, os problemas no seio do time vão para lá dos maus resultados e alguns jogadores poderão estar sob alçada disciplinar em breve. Na última quinta-feira, o Rennes foi à República Checa enfrentar o Jablonec em encontro relativo à fase de grupos da Liga Europa e o “L’Équipe” avançou no início dessa semana que na noite que antecedeu o desafio, terá havido uma festa com álcool e mulheres em um dos quartos de hotel destinados à permanência da equipe do Rennes. No final de semana, o time foi a Strasbourg perder por quatro bolas a uma.

Boas apostas!