Na última quarta-feira (09) foi confirmada a contratação do meio-campista Hyoran da Chapecoense por parte do Palmeiras. O anúncio foi feito por canais da mídia brasileira, porém, o Palmeiras e a Chapecoense só se pronunciarão sobre o assunto daqui algumas semanas, já que a equipe paulista está na lita pelo título do Campeonato Brasileiro e a equipe catarinense disputa as semifinais da Copa Sul-Americana. Com os valores mantidos em sigilo, o Palmeiras aproveitou que o contrato entre Hyoran e a Chapecoense tem validade até maio de 2017 e conseguiu acertar a liberação do meio-campista para depois do fim do Campeonato Brasileiro, acertando um contrato de cinco anos com o jogador de 23 anos. “Quando estiver fechado, nós vamos anunciar. Por enquanto, estamos negociando com eles. O Palmeiras fez uma proposta, nós apresentamos uma contraproposta e estamos conversando”, afirmou o presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro.

A Chapecoense tem 50% dos direitos econômicos de Hyoran, sendo que o restante é dividido entre o atleta, que fica com 20% e um grupo de empresários, que ficam com 30%. Inicialmente, a Chape pedia R$ 14 milhões para liberar Hyoran e mesmo que os valores não sejam confirmados, devem seguir mais ou menos esse valor.

Destaque na Chapecoense

Hyoran comemorando gol pela Chapecoense.

Hyoran comemorando gol pela Chapecoense.

Hyoran é conhecido por ser ambidestro e por ter certa facilidade em fazer golaços, como o marcado contra o Camboriú no Catarinense, quando o meio-campista marcou um gol de bicicleta. Assim como todos imaginam, o nome Hyoran é em homenagem ao craque Johan Cruyff, que fez sucesso nas décadas de 70 e 80 atuando principalmente por Barcelona e Ajax. Porém, segundo o próprio jogador, o seu pai tentou traduzir o nome do jogador espanhol e não quis que ficasse igual, então acabou deixando a escrita diferente, mas com a mesma pronúncia.

Nascido em Chapecó, o meio-campista começou jogando por equipes de futsal e aos 13 anos foi para o futebol de campo. Passou por duas equipes paranaenses, o Paraná Clube e o Coritiba na adolescência, para depois fazer teste no Corinthians. Sem conseguir espaço no Timão, Hyoran acabou sendo emprestado ao Flamengo-SP, onde disputou a segunda divisão do Campeonato Paulista em 2011. No ano seguinte, voltou ao Corinthians e disputou a Copa Libertadores Sub-20 de 2012. Ainda em 2012, foi contratado pela Chapecoense e no ano seguinte foi promovido para a equipe principal, mas estreou apenas em 2014. Em 2015, foi eleito o jogador revelação do Catarinense, participando de mais de 40 partidas no ano passado. Neste ano, manteve os bons desempenhos, ajudando a Chape a estar nas semifinais da Copa Sul-Americana e na décima colocação do Campeonato Brasileiro, marcando quatro gols na temporada.

Contratações palmeirenses para 2017

Keno defendendo o Santa Cruz.

Keno defendendo o Santa Cruz.

Além da contratação do meio-campista Hyoran para a próxima temporada, o Palmeiras acertou recentemente com o meio-campista Raphael Veiga, que defende o Coritiba. Sendo disputado por outras equipes brasileiras, como Corinthians, o jogador acertou um contrato de cinco anos com o Palmeiras, que pagará R$ 9,7 milhões referentes a multa rescisória do jogador, que tinha contrato como a equipe paranaense até o fim de 2017, podendo assim contar no início de 2017 com o destaque do Coxa.

Outra contratação acertada pelo Palmeiras no fim de 2016 foi o atacante Keno, do Santa Cruz. Um dos destaques da equipe pernambucana neste ano, marcando nove gols no Campeonato Brasileiro, Keno foi disputado por grandes equipes brasileiras, como Palmeiras, Santos, Flamengo e Corinthians, até que no fim de outubro foi confirmada a contratação do atacante por parte da equipe comandada por Cuca. A confirmação foi dada pelo presidente do São José-RS, clube que possui 100% dos direitos de Keno, Milton Vaz, que afirmou ter recebido propostas de Flamengo, Corinthians, Santos e até de equipes chinesas e árabes, porém, acertando um contrato de quatro anos com o Palmeiras. Para ter Keno no seu elenco, a equipe paulista desembolsou cerca de R$ 3,7 milhões, adquirindo assim 60% dos direitos econômicos do atacante. Defendendo o Santa Cruz durante o ano de 2016, o jogador já disputou 58 partidas pela equipe pernambucana, contando Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Sul-Americana e competições regionais, marcando até o início de novembro 17 gols.

Boas Apostas!