A 21ª edição da Copa do Mundo foi encerrada no último domingo (15) e com isso chegou a hora das importantes premiações, tanto coletivas quanto individuais. Além da grande final, que terminou com a seleção da França levantando pela segunda vez na sua história o título de campeão mundial, no domingo foram entregues os prêmios individuais da Copa da Rússia, como o Melhor Jogador do Mundial e Chuteira de Ouro (artilharia). Logo depois do apito final da vitória por 4×2 dos franceses contra a seleção da Croácia, a organização da Fifa montou um palco no gramado, onde o presidente da entidade máxima do futebol mundial, Gianni Infantino, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, o presidente da França, Emmanuel Macron, e a presidente da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarović, entregaram dois prêmios a jogadores que estavam no estádio de Luzhniki, e anunciaram outros dois prêmios de jogadores que não estava no local no momento.

Prêmio de Melhor Jogador e Revelação da Copa

Modric e Mbappé com seus prêmios.

Modric e Mbappé com seus prêmios.

Toda Copa do Mundo tem como mais importante o título de campeão mundial, obviamente, e o título de Melhor Jogador da competição. Antes do início da Copa da Rússia, os três nomes mais cogitados a receber o principal prêmio individual eram Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar, atuais melhores do mundo. Entretanto, no decorrer da competição, outros nomes foram aparecendo e no fim o jogador premiado acabou sendo de certa forma surpreendente. Maestro do Real Madrid, Luka Modric conduziu a seleção da Croácia a uma inédita final de Copa do Mundo, jogando muita bola e sendo decisivo mais de uma vez para seu país. Por isso, mesmo sem o título, o camisa 10 da seleção croata recebeu a Bola de Ouro da Copa de 2018. Eden Hazard e Griezmann ficaram em segundo e terceiro, respectivamente.

Já Kylian Mbappé, principal nome na campanha vencedora da seleção da França neste Mundial, estava cotado para receber o prêmio de melhor jogador da competição, mas acabou ficando com o prêmio de “Jogador Revelação da Copa do Mundo da Rússia”, dado ao jogador com menos de 21 anos que se destaca durante a competição. Autor de quatro gols da França, incluindo dois gols nas oitavas de final (somente Pelé marcou tantos gols num mata-mata ainda jovem numa Copa), o jovem de apenas 19 anos marcou na final contra a Croácia e também se igualou a Pelé como segundo jogador com menos de 20 anos a marcar numa final.

Chuteira e Luva de Ouro

Outros dois importantes prêmios em Copas do Mundo que sempre chamam atenção são Chuteira de Ouro, dado ao artilheiro da competição, e Luva de Ouro, dado ao melhor goleiro. Na edição de 2018, os prêmios foram dados a dois importantes jogadores de suas seleções, Harry Kane, da Inglaterra, e Thibaut Courtois, da Bélgica. O primeiro foi o artilheiro da Copa do Mundo com seis gols marcados e conduziu seu país a uma das melhores campanhas da Inglaterra em Mundiais, já que desde 1990 os ingleses não disputavam uma semifinal. Já o goleiro belga foi extremamente importante na trajetória da sua seleção, fazendo defesas importantes contra a seleção brasileira, nas quartas de final, e um dos responsáveis pelo terceiro lugar da seleção da Bélgica.

Outro prêmio dado pela Fifa após o final da Copa do Mundo da Rússia é o da seleção vencedora do Troféu Fair Play, dado à seleção da Espanha, que foi eliminada ainda nas oitavas de final ao perder nos pênaltis para a seleção anfitriã, Rússia.

Boas Apostas!