Tarde de sonho na Arena de Amsterdã, fazendo lembrar os tempos áureos de um Ajax que outrora dominou a Europa. Os “Godenzonen” golearam o Lyon por quatro a um e estão a um pequeno passo de chegar na final da Liga Europa. Os neerlandeses continuam a brilhar graças à qualidade dos seus jovens.

Foto: "Pro Shot"

Foto: “Pro Shot”

Jogo eletrizante na Holanda. Ajax e Lyon disputaram olhos nos olhos a ida da semifinal da Liga Europa que culminou com um “placard” de quatro a uma favorável ao time local. Os “filhos dos deuses”, recheados de juventude”, se superiorizaram em uma partida intensa, bem disputada e com várias ocasiões de parte a parte. Longe de ter sido um primor tático e ainda menos interessante em termos defensivos por conta das fracas prestações de ambos os times nesse aspeto. Bertrand Traoré, Amin Younes e Kasper Dolberg, autores dos quatro gols desafios, são autênticas pérolas que defendem as cores do time de Amsterdã.

Kasper Dolberg é figura de proa desse time do Ajax. Atacante com aptidão para o gol, leva já 20 marcados nessa temporada e tem sido decisivo na Liga Europa. Bom finalizador, elegante na movimentação e inteligente a dar apoios, o danês de 19 anos é um dos jogadores mais interessantes da geração de 1997. Bertrand Traoré, autor de dois gols no desafio, está na Holanda cedido pelo Chelsea e um jogador que vale por sua condição física e pela sagacidade a atacar a bola, em um estilo bem idêntico ao de Mitchy Batshuayi, internacional belga que atualmente defende as cores dos londrinos de Stamford Bridge. Davy Klaasen, jogador de créditos firmados, Hakim Ziyech e Amin Younes são outros atletas que oferecem qualidade ao Ajax no setor mais avançado do terreno.

No entanto, não é apenas no ataque que reside a qualidade dos jovens deste time do Ajax e Matthijs de Ligt é a maior prova disso. Nascido em agosto de 1999, o zagueiro de 17 anos se estreou recentemente pela principal seleção neerlandesa e tem condições para se afirmar no panorama europeu. Jairo Riedewald, produto da ótima base do Ajax, Kenny Tete e Davinson Sánchez completam essa defesa sub-21. Foi no setor defensivo que o técnico Peter Bosz sentiu mais dificuldade para armar o time, nomeadamente pelas laterais, devido às ausências de Viergever e Veltman.

O toque “canarinho” nesse time de Peter Bosz é oferecido por David Neres, adquirido na última abertura da janela europeia ao São Paulo. O jogador tem atuado durante alguns minutos em sua nova casa, sendo opção regular nessa etapa final da temporada embora raramente como titular. Frente ao Lyon, entrou a apenas dois minutos dos 45 do segundo tempo. Do banco de reservas saltou também Justin Kluivert, “herdeiro” de Patrick que aos 17 anos já se estreou a marcar com o time principal do Ajax.

O Ajax viaja até Lyon, na França, apostado em garantir o acesso à final de Estocolmo, em um feito que recordaria seus anos de ouro, nomeadamente os primeiros anos da década de 70.

Boas Apostas!