Em 17 de agosto de 2015, o técnico Jorginho chegava em São Januário para comandar o Vasco da Gama que estava vivendo uma fase turbulenta no Campeonato Brasileiro, o time estava entre os últimos colocados e precisava de uma recuperação urgente para permanecer na Série A. A permanência na Série A não foi possível, porém o que vimos foi uma mudança de postura do time Vascaíno, que lutou até o fim.

Zinho e Jorginho, uma parceria de sucesso.

Jorginho e Zinho, uma parceria de sucesso.

Atualmente na Série B, a equipe lidera a competição e vem muito confiante liderando o turno de ponta a ponta buscando sua volta a elite do futebol brasileiro. Conseguiu uma série incrível de 34 partidas invictas, incluindo o Campeonato Carioca de forma invicta e ainda conseguiu classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil. Os números do técnico Jorginho no Vasco, são muito bons, em 66 partidas, foram 37 vitórias, 19 empates e apenas 10 derrotas. Uma importante observação que somos obrigados a fazer é sobre a parceria que o ex-jogador Zinho, tetracampeão pelo Brasil juntamente com Jorginho, ambos fazem um trabalho conjunto na comissão técnica do Vasco da Gama, e pelo jeito vem dando muito certo.

Antes mesmo do fim do último contrato, Jorginho renovou com o Vasco até o fim de 2017, optando por não aceitar propostas de outros clubes, como a do Cruzeiro, que recebeu no primeiro semestre. Nesta última quarta-feira (17), quando o técnico também completou 52 anos, completou-se um ciclo de um ano de Jorginho sob o comando do Vasco da Gama e a relação com os vascaínos tem tudo para durar ainda um bom tempo. O lateral-esquerdo Julio Cesar lembrou da cultura brasileira de alta rotatividade de técnicos nos times e elogiou o trabalho de Jorginho no Vasco da Gama: “Como sabemos que no futebol a questão de resultados acaba sempre pressionando demais os treinadores, quando se tem a oportunidade de um trabalho longo, isso precisa ser sempre muito bem valorizado. O Vasco conta com um excelente treinador e isso é algo que deixa os jogadores mais tranquilos, pois sabemos o que podemos esperar dele e como ele vai se comportar. O nosso objetivo é ajudar o Jorginho e atingir todos os objetivos dele no clube”.

O jogador Jorginho

Brasil tetracampeão mundial em 1994. Jorginho (camisa 2) ao lado do goleiro Taffarel.

Brasil tetracampeão mundial em 1994. Jorginho (camisa 2) ao lado do goleiro Taffarel.

Jorge de Amorim Campos, mais conhecido como Jorginho,  é dono de um currículo invejável. O jogador que iniciou como lateral-direito, após grave artrose nos joelhos, passou a atuar como zagueiro central.  Iniciou nas categorias de base do América-RJ e Flamengo, iniciou profissionalmente no América em 1983 e em 1984 iniciou sua passagem de cinco anos pelo Flamengo onde conquistou treze títulos. Sua performance durante a Copa do Porto de Hamburgo em 1989 na Alemanha, quando foi campeão pelo Flamengo, chamou a atenção do clube alemão Bayer Leverkusen, o qual contratou Jorginho no mesmo ano. Jorginho conquistaria pelo Leverkusen a Copa da Alemanha de 1992/93.  Em 1992  iria para o grande clube alemão Bayern de Munique, onde conquistou o Campeonato Alemão de 1993/94 e a Copa da UEFA de 1995/96.

Em 1995 Jorginho iria para o Japão jogar pelo Kashima Antlers e mais uma vez conquistou vários títulos, dois campeonatos japoneses, uma Copa da Liga japonesa, duas Supercopas Japonesas e uma Copa do Imperador. Em 1999, voltou para o Brasil para atuar pelo São Paulo onde conquistou dois títulos. Em 2000 chegaria ao Vasco da Gama e foi campeão da Copa Mercosul, Taça Guanabara e brasileiro de 2000 e da Taça Rio de 2001. Em 2002 foi para o Fluminense onde foi campeão carioca e encerrou a carreira de jogador.

Jorginho ainda defendeu a seleção brasileira, conquistando de forma juvenil a Taça Stanley Rous em 1987 e foi medalhista de prata nos jogos olímpicos de Seul em 1988. Pela seleção principal conquistou a Copa América de 1989 e foi campeão do mundo em 1994 nos Estados Unidos, conquistando o famoso Tetracampeonato da seleção brasileira. O jogador ainda recebeu inúmeros prêmios individuais como melhor lateral-direito da Copa do Mundo de 1994, melhor jogador do Japão de 1996 entre outros.

O técnico Jorginho

Jorginho sofreu trote no seu aniversário. Clima bom em São Januário.

Jorginho sofreu trote no seu aniversário, mostrando o clima bom em São Januário.

Jorginho começou sua carreira como treinador de futebol justamente no clube onde iniciou sua carreira como jogador, o América-RJ. Em 2005 ficou no América por pouco tempo, porém conquistou 50% de aproveitamento. Em 2006 foi para a seleção brasileira como auxiliar-técnico onde ficaria até 2010, participando da comissão técnica de duas Copas do Mundo e conquistando a Copa América de 2007, medalha de bronze nas Olimpíadas de Pequim de 2008 e a Copa das Confederações de 2009. Em 2010 o técnico Jorginho iria treinar o Góiás, porém ficaria por pouco tempo conseguindo apenas 36,7% de aproveitamento. Em 2011 o Figueirense, onde conquistou 54,6% de aproveitamento. Em 2012 foi para o Japão treinar o Kashima Antlers, onde conquistou a Copa Suruga Bank em 2012 e a Copa da Liga Japonesa de 2012. Em 2013 voltou ao Brasil treinar o Flamengo, conquistando um aproveitamento de 59,5% de aproveitamento e em 2013 mesmo foi para a Ponte Preta, porém conquistou apenas 37,8% de aproveitamento. Em 2014 foi para os Emirados Árabes Unidos e em 2015 chegou ao Vasco da Gama, onde completou um ano de comando no último dia 17 de agosto, dia de seu aniversário, quando sofreu um trote dos jogadores com ovo e farinha, tudo isto mostra o clima amigável entre Jorginho e seus comandados. Durante este um ano, Jorginho já conquistou a Taça Guanabara de 2016 e o Campeonato Carioca de 2016.

Boas Apostas!