Com cinco dias de Jogos Olímpicos disputados no Rio de Janeiro, já tivemos a oportunidade de assistirmos várias disputas pelas três medalhas olímpicas. No último domingo (14) foram disputadas mais algumas medalhas e entre elas estavam as do torneio de tênis simples masculino, que teve o escocês Andy Murray e o argentino Juan Martin Del Potro disputando as medalhas de ouro e prata, e o espanhol Rafael Nadal e o japonês Kei Nishikori buscando a medalha de bronze.

Disputa pelo ouro

Andy Murray venceu Del Potro e tornou-se bicampeão olímpico no tênis simples.

Andy Murray venceu Del Potro e tornou-se bicampeão olímpico no tênis simples.

A grande final do torneio de tênis simples masculino das Olimpíadas do Rio entre Andy Murray e Juan Martin Del Potro foi com certeza o grande destaque do domingo no tênis. O primeiro já havia conquistado a medalha de ouro em Londres 2012 e não teve muita dificuldade para chegar a mais um final. Enquanto Del Potro, que havia passado em 2015 por quatro cirurgias nos punhos e chegou a pensar em se aposentar, surpreendeu a todos ao vencer o nº 1 do mundo, Novak Djokovic, na primeira fase e o espanhol Rafael Nadal nas semifinais.

Em uma partida marcada pelo equilíbrio, a final do simples durou cerca de 4h, sendo encerrada com Andy Murray conquistando pela segunda vez a medalha de ouro no torneio olímpico, tornando-se assim o primeiro tenista da história a ser bicampeão do torneio simples nos Jogos Olímpicos. O primeiro set foi vencido pelo britânico Murray por 7-5, mas o argentino Del Potro mostrou no segundo set porque conseguiu vencer Djokovic e Nadal durante as Olimpíadas, quebrando o saque de Murray e abrindo 2 a 0. Depois Murray conseguiu diminuir para 2 a 1 e na sequência, ambos confirmaram seus saques, deixando o set com parciais de 3 a 2. Mantendo-se na frente durante todo o resto do set, Del Potro empatou a partida em 1 set para cada lado.

No terceiro set, o equilíbrio reinou e com quase 2h40m de jogo, o duelo estava em 2 games para cada um. Porém, Murray começou a explorar a canhota de Del Potro, onde o argentino havia realizado cirurgias, e o britânico conseguiu fechar o set em 6-2, deixando a partida em 2 sets a 1. No quarto e último set, mais equilíbrio. Depois de 3h16m, os tenistas já tinham feito quatro quebras de saque no quarto set e Andy Murray estava na frente com 3-2. Na sequência, Del Potro reagiu mesmo estando exausto e conseguiu virar para 5-3. Porém, Murray reagiu e empatou o set em 5-5. No game seguinte, o britânico confirmou o saque, ficando a frente por 6-5 e no game seguinte quebrou o saque de Del Potro, consagrando-se bicampeão olímpico.

Disputa pelo bronze

Kei Nishikori venceu Rafael Nadal e ficou com o bronze nas simples.

Kei Nishikori venceu Rafael Nadal e ficou com o bronze nas simples.

Antes da final entre Murray e Del Potro, o espanhol Rafael Nadal e o japonês Kei Nishikori disputaram a medalha de bronze na tarde de domingo, partida a qual foi vencida por Nishikori. Conhecido por saber se defender e errar pouco durante as partidas, o espanhol Rafael Nadal não conseguiu demonstrar essas características na disputada pelo bronze contra o sétimo do ranking mundial e acabou perdendo a medalha.

Desgastado pelas partidas disputadas anteriormente, como a final nas duplas realizada na noite da última sexta-feira e vencida por Nadal e Marc López e a semifinal contra Del Potro que durou mais de 3 horas, Nadal acabou perdendo para Nishikori o primeiro set por 6-2. No segundo set, o japonês continuou sua boa atuação, abrindo 5-2 de vantagem e fazendo todos acreditarem que seria uma partida curta e fácil. Porém, Rafael Nadal começou a reagir e logo igualou o placar para 5-5, levando o set ao tie-break, o qual foi vencido com tranquilidade pelo espanhol por 7-1. No terceiro e último set, o japonês Nishikori voltou a jogar bem como no primeiro set, conseguindo uma quebra no quarto game, abrindo uma vantagem de 3-1. Mantendo-se a frente, o japonês fechou o set por 6-3 e a partida em 2 sets a 1.

Com essa vitória, Kei Nishilori conquistou a medalha de bronze no simples masculino, medalha a qual foi a primeiro conquistada pelo Japão no tênis olímpico desde 1920, quando o país levou duas medalhas de prata no simples e nas duplas dos Jogos Olímpicos de Antuérpia, na Bélgica.

Boas Apostas!