Vasco Campeão Carioca de 1977 (Mazzaropi de amarelo)

Vasco Campeão Carioca de 1977 (Mazzaropi de amarelo)

O mineiro Geraldo Pereira de Matos Filho, atualmente com 63 anos, é um ex-goleiro que ficou muito famoso por ficar um longo período sem tomar gols, recorde que abordaremos no segundo tópico. Em sua trajetória vitoriosa Mazzaropi defendeu alguns clubes, Vasco da Gama, Coritiba, Náutico, Grêmio, Figueirense e Guarany-BA, foi campeão em vários, porém os clubes que marcaram sua trajetória foram o Vasco da Gama e o Grêmio. Chegou ao Rio de Janeiro para atuar nos juvenis do Vasco da Gama em 1970, foi campeão juvenil em 1973 e somente foi para a equipe principal em 1974, quando o goleiro principal teve um problema na coluna e o segundo goleiro teve que operar os joelhos. Entrou para defender a meta e logo de cara ficou onze jogos sem tomar gol. Mazzaropi defendeu um pênalti em uma vitória de 1×0 sobre o Sergipe, resultado que levou o Vasco da Gama para as semifinais do Brasileiro daquele ano. Seu famoso apelido foi lhe dado por causa da semelhança que tinha com o ator Mazzaropi, o qual fazia grande sucesso na época. Ao chegar no Vasco da Gama, o também ex-jogador Brito, ao ver Geraldo chegando com suas roupas simples, teria lhe chamado de Mazzaropi.

Sua atuação no Rio de Janeiro como goleiro do Vasco, foi bastante expressiva, principalmente por grandes defesas de pênalti em momentos decisivos.  Títulos como Taça Guanabara de 1976  quando Mazzaropi deu o título para o Vascão, após defesa de penalidades contra o maior arquirrival Flamengo, explodindo de alegria para os torcedores do Vasco, em pleno Maracanã com 133 mil torcedores. Em 1977 Mazzaropi  repetiria a dose e defenderia pênalti e daria o segundo título da Taça Guanabara para o Vasco, em cima do Flamengo novamente.

Em 1978 o goleiro ainda perderia a sua posição de titular em virtude da contratação do goleiro da Seleção Brasileira Leão. Porém quando os alto-falantes do  Maracanã anunciavam o nome de Leão, a torcida em coro gritava: “Mazzaropi, Mazzaropi, Mazzaropi, Mazzaropi”, lembrando dos títulos e feitos do goleiro. Leão chegou a São Januário com status de super estrela, porém em poucos dias teve uma briga com a diretoria do clube e foi afastado, tendo seu passe colocado em negociação e posteriormente vendido. Mazzaropi voltaria ocupar o lugar de onde não deveria ter saído.

Grêmio Campeão da Libertadores e Mundial de 1983.

Grêmio Campeão da Libertadores e Mundial de 1983.

Em 1979 o goleiro foi emprestado para atuar pelo Coritiba, onde conquistou o Campeonato Paranaense de 1979. Voltou em 1980 para o Vasco, onde ficou até 1983.  Em 1984 foi emprestado novamente, mas agora para o Náutico, porém seria negociado com o Grêmio, onde conseguiria escrever uma história maravilhosa e cravaria seu nome para sempre no clube gaúcho. Conquista de seis campeonatos estaduais, libertadores e mundial de 1983. Com certeza o Vasco e o Grêmio foram os dois grandes clubes de sua carreira. As próprias palavras de Mazzaropi definem a importância destes dois clubes em sua carreira:

“Vasco da Gama e Grêmio são dois clubes que têm uma marca muito forte na minha história, na vida profissional. No Vasco da Gama foram cerca de 15 anos, é uma vida! Foram 5 anos nas categorias de base. Foi o clube que me projetou. Tive grandes momentos no Vasco da Gama. Para mim, era um orgulho muito grande defender a Cruz de Malta. Depois tive a oportunidade de ir para um outro grande clube, como o Vasco da Gama, que foi Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, onde tive as minhas duas maiores conquistas como atleta – a Libertadores e o Mundial”, disse ao repórter Jorge Eduardo, da Rádio Globo

Ao encerrar a carreira, trabalhou durante dez anos como treinador de goleiros no Japão. Como técnico dirigiu o Vilhena Esporte Clube (VEC) de Rondônia, o Guarani de Venâncio Aires (RS). Em 2009, assumiu o Santo Ângelo, da segundona gaúcha, em 2010 o Santa Cruz-RS.

Em 1997, colocou suas mãos na Calçada da Fama do Estádio Olímpico perpetuando para sempre sua passagem pelo Clube. Empresário , chefe executivo de futebol, ferente de Futebol foram algumas de suas ocupações depois de sua aposentadoria, inclusive político. Entrou para política, sendo eleito vereador de Porto Alegre pelo PMDB em 1992. Ele recebeu 5.361 votos. Mazzaropi abandonou o cargo que veio a abandonar três anos mais tarde para aceitar o convite de Otacílio Gonçalves para ser treinador de goleiros no Japão. Mazaropi passou oito anos no Japão, em clubes como Yokohama Marinos e Nagoya Grampus.

Títulos e recorde mundial

Mazzaropi defende cobrança e conquista o bicampeonato da Taça Guanabara para o Vasco.

Mazzaropi defende cobrança e conquista o bicampeonato da Taça Guanabara para o Vasco.

Em 1977 Mazzaropi repetiria a dose em uma campanha impecável do Vascão que alcançou 25 vitórias em 29 partidas, onde o goleiro estabeleceria um recorde mundial até hoje não alcançado. Foram 17 jogos consecutivos sem tomar gol, um total de 1.816 minutos, período que durou de 18/05/1977 à 07/09/1978. Este é um recorde mundial pelo qual Mazzaropi foi premiado pela IFFHS.

Devemos também render graças ao sólido setor defensivo formado pelos zagueiros Orlando, Abel, Geraldo e Marco Antônio. Juntamente com o goleiro Mazzaropi tomaram somente cinco gols naquela competição. O time não tomou sequer um gol em sete clássicos disputados contra Flamengo, Botafogo e Fluminense naquela temporada. O Vasco seria bicampeão da Taça Guanabara. Com direito a um replay do que acontecera no ano anterior, defesa de Mazzaropi nos pênaltis e título do Vasco sobre o arquirrival Flamengo.

Títulos conquistados:

  • Vasco/Campeão da Taça Guanabara (1976)
  • Vasco/Campeão Carioca (1977)
  • Coritiba/Campeão Paranaense (1979)
  • Vasco/Campeão Carioca (1982)
  • Grêmio/Campeão da Taça Libertadores da América (1983)
  • Grêmio/Campeão Mundial de Clubes (1983)
  • Náutico/Campeão Pernambucano (1984)
  • Grêmio/Hexa – Campeão Gaúcho (1985 – 1986 – 1987 – 1988 – 1989 – 1990)
  • Grêmio/Campeão da Copa do Brasil (1989)

Os maiores recordistas

Goleiro Buffon da Juventus.

Goleiro Buffon da Juventus.

O goleiro Buffon que atua na Juventus, clube da Itália, atualmente o atleta quebrou o recorde de mais tempo sem tomar gols na Serie A, principal campeonato da Itália. O goleiro ficou 923 minutos sem tomar gol.

O lendário Mazzaropi ficou quase o dobro do tempo que o goleiro italiano, foram 1.816 minutos de Mazzaropi contra 923 minutos do goleiro italiano. Alguns outros goleiros também marcaram história, fizemos uma lista com os maiores recordistas mundiais, são várias ligas e campeonatos diferentes pelo mundo, cada um com sua qualidade e dificuldades, confira a lista abaixo:

Goleiro                                         Time                      Minutos s/ levar gol              Campeonato

Mazzaropi                               (Vasco da Gama)                  1.816 minutos                        Camp. Brasileiro

Thabet El-Batal                           (SC Cairo)                        1.442 minutos                         Camp. Egípcio

Dany Verlinden                      (Clube Brugge)                    1.390 minutos                           Camp. Belga

Buljubasich                             (Univ. Católica)                   1.352 minutos                        Camp. Argentino

Thabet El-Batal                           (SC Cairo)                       1.325 minutos                          Camp. Egípcio

Edwin Van der Sar            (Manchester United)             1.311 minutos                           Camp. Inglês

Essam El-Hadari                        (SC Cairo)                       1.288 minutos                         Camp. Egípcio

Sameer Saeed                              (Al Arabi)                        1.283 minutos                         Camp. Kuwait

Abel Resino                        (Atlético de Madrid)               1.275 minutos                       Camp. Espanhol

Adel Nefzi                                  (Club Tunis)                      1.270 minutos                        Camp. Tunísia

Gaetan Huard                            (Bordeaux)                       1.266 minutos                        Camp. Francês

Fraser Forster                               (Celtic)                           1.256 minutos                        Camp. Escocês

Zetti                                            (Palmeiras)                        1.242 minutos                      Camp. Brasileiro

Marios Praxitelous            (Omonia Nicosia)                   1.221 minutos                         Camp. Chipre

Vitor Baia                                     (Porto)                             1.191 minutos                       Camp. Português

Dimitar Ivankov                    (Levski Sofia)                      1.190 minutos                         Camp. Búlgaro

Gianluigi Buffon                      (Juventus)                           923 minutos                          Serie A Italiana

Boas Apostas!