Noite de pesadelo para o Barcelona no La Rosaleda, em Málaga, sul da Espanha. O time “Culé” saiu derrotado do desafio e ainda viu Neymar ser expulso, se colocando a possibilidade de falhar o “clássico” com o Real Madrid.

NeymarA tarde de sábado até de começou de feição para o Barcelona, expectante para conhecer o desfecho do “derby” da capital espanhola entre o Real Madrid e o Atlético de Madrid, no Santiago Bernabéu. O time “Culé” deixou de depender de si mesmo, torcendo por tropeços do Real Madrid de “Zizou” para poder alcançar o título espanhol. Um gol de Antoine Griezmann na ponta final da partida sentenciou um empate a um gol, mais prejudicial para o Real Madrid, time que procurou ganhar durante toda a partida. O Barcelona tinha, então, uma oportunidade de ouro para encurtar a distância em relação ao líder, “ganhando” dois pontos nessa luta pelo título. O plano arquitetado por Luis Enrique falhou. Sandro Ramírez, jovem revelado pela base do Barcelona, colocou os malaguenhos na frente aos 32 do primeiro tempo, já depois de Neymar ter visto o primeiro cartão amarelo do desafio, aos 27 minutos. Em noite desinspirada, os “blaugrana” correram atrás do prejuízo, mas a situação se complicou com a mostragem do segundo amarelo a Neymar e consequente vermelho, aos 20 do segundo tempo, complicando a vida do time e despertando natural preocupação na torcida. O resultado no La Rosaleda ficaria sentenciado aos 90, com gol de Jont Rodríguez, complicando a vida do Barça nessa temporada.

Expulsão pode afastar Neymar da ida ao Bernabéu

Expulso após uma entrada sobre Llorente, Neymar deixou o Barcelona reduzido a dez unidades a sensivelmente 25 minutos do apito final.  Após receber o cartão vermelho de Gil Manzano, árbitro da partida, o astro brasileiro teve uma atitude que poderá sair bem cara, tal como avança a imprensa espanhola. Se a expulsão por acumulação de amarelos daria só um jogo, como é normal, os aplausos dirigidos ao quarto árbitro do desafio – de modo irónico, claro está – poderão fazer com que os responsáveis por questões disciplinares apliquem uma sanção mais pesada que o habitual. Visto que a a atitude de Neymar consta no relatório escrito elaborado pelo árbitro Gil Manzano, o castigo poderá ir até três jogos, falhando o encontro com o Real Madrid que está marcado para dia 23 de abril. A ausência da partida com a Real Sociedad, no Camp Nou, é certa, restando ao brasileiro atuar nas duas partidas frente à Juventus válidas pelas quartas da Liga dos Campeões, com o primeiro desafio a se realizar a 11 de abril em Turim e a partida de volta marcada para 19, no Camp Nou. O castigo deverá ser conhecido nos primeiros dias dessa semana, sendo certo que o tema ainda fará correr muita tinta em Espanha.

Boas Apostas!