O Nápoles manteve a liderança da tabela após a sexta rodada da Série A 2017/18, mas suou mais do que aquilo que se previa para conversar a posição. A Juve venceu o “derby” local com goleada e ambos os emblemas de Roma sorriram, enquanto os rivais de Milão tiveram sortes distintas.

Foto: "SBS"

Foto: “SBS”

Quem diria que o Nápoles de Maurizio Sarri que “dizimou” a Lazio a meio da última semana passaria por tantas dificuldades na deslocação ao terreno do recém-promovido SPAL 2013, time que esteve bem perto de travar pela primeira vez o time do San Paolo. O Nápoles entrou a perder, deu a volta ao marcador aos 25 do segundo tempo após gols de Insgine e Callejón, voltou a consentir o empate (2-2) e só viria a consumar a sexta vitória em outros tantos jogos a sete minutos do apito final, gol de Faouzi Ghoulam que deu a vitória por três a dois no Paolo Mazza, em Ferrara. Pouco tempo depois, foi a vez de a Juventus subir ao gramado do seu estádio para disputar o “derby” da cidade com o Torino, em uma das partidas mais aguardadas da rodada. Paulo Dybala deu vantagem à “Vecchia Signora” aos 16 minutos e tudo ficou mais fácil para a Juve à passagem do minuto 24 do primeiro tempo, altura em que Daniele Baselli recebeu ordem de expulsão por acumulação de amarelos. Pjanic aumentou a contagem para 2-0 antes do intervalo e, reduzido a dez, o time “granata” que tem estado em bom plano neste início de temporada não foi capaz de reagir, sofrendo mais dois gols da autoria de Alex Sandro e novamente Paulo Dybala. O Nápoles e a Juve são as duas únicas equipas que seguem 100 por cento vitoriosas nesta Série A 2017/18.

Romanos aplicam “chapa 3”

A AS Roma entrou em campo ao início da tarde de domingo para defrontar a Udinese, no Olímpico de Roma. A equipa da casa desde cedo demonstrou ao que ia e passou para a frente do marcador logo aos 12 minutos por intermédio de Edin Dzeko. Até final do primeiro tempo, o maior ascendente romano traduziu-se em mais dois golos, ambos da autoria de El Shaarawy. A Udine fez o gol de honra aos 90, por Jens Larsen.

Já nesse domingo, foi a vez de a Lazio regressar às vitórias depois da goleada caseira sofrida ante o Nápoles. No Marc Antonio Bentegodi, a Lazio derrotou o Hellas Verona por três a zero, dois gols de Ciro Immobile e outro de Adam Marusic, jogadores que estão de “pé quente” e têm contribuído decisivamente para que a equipa permaneça nos lugares de acesso às provas europeias.

AC Milan perde, Inter vence à beira do fim

O AC Milan averbou a segunda derrota nessa edição da Série A frente à Sampdoria, por dois a zero. Em uma partida na qual o nulo se prolongou durante bastante tempo, reflexo do equilíbrio que se verificava com “raides” ofensivos de parte a parte. Nos últimos 20 minutos da partida, a formação local passou para a frente com um gol de Duván Zapata. O resultado ficou selado já na compensação, com Rocky Alvárez a aproveitar o balanceamento ofensivo do time milanês para colocar o resultado em dois a zero.

O Inter de Milão sofreu para vencer na receção ao Genoa, em uma tarde de pouca inspiração para os homens de Spalletti, longe do bom nível que já exibiram essa temporada. Os brasileiros Miranda e Dalbert foram titulares no time de Milão que conquistou os três pontos graças a um gol de Danilo D’Ambrio aos 42 do segundo tempo. De sublinhar que Pietro Pellegri, jovem de 16 anos, voltou a merecer a confiança do técnico Ivan Juric.