O futuro do atacante Álvaro Morata passa mesmo por Inglaterra. O espanhol de 24 anos vai atuar na Premier League com a camisa do Chelsea, emblema que garantiu seus serviços a troco de 80 milhões de euros. Na manhã desta quinta-feira, o Real Madrid publicou um vídeo através dos seus mídia oficiais em que o jogador se despede de comissão técnica e colegas de forma emocionada, em Valdebebas.

Foto: "AFP / Filippo MONTEFORTE"

Foto: “AFP / Filippo MONTEFORTE”

A saída de Álvaro Morata nessa janela europeia de verão era um dado adquirido. Regressado a Madrid no início da temporada após duas temporadas na Juventus, o jovem espanhol ajudou seu clube de formação a conquistar o campeonato espanhol, a Liga dos Campeões e o campeonato do mundo de clubes. Sua cotação de mercado continua bem elevada e, juntamente com a diretoria do Real Madrid, o jogador entendeu que a melhor opção passava por dar um novo rumo à sua carreira.

A possibilidade de rumar ao AC Milan foi colocada em cima da mesa, mas o acordo acabou por não se concretizar. O Manchester United também demonstrou interesse em garantir seus serviços, porém, o emblema treinado por José Mourinho acabou por investir na contratação de Romelu Lukaku ao Everton. O Chelsea de Antonio Conte, no mercado à procura de um atacante – a polêmica com Diego Costa não está resolvida -, acabou por se chegar à frente para assegurar os serviços de Morata. O Real Madrid demonstrou abertura para negociar o jogador, o próprio Álvaro Morata ficou agradado com a possibilidade de rumar a Inglaterra e a negociação caminha para a oficialização.

Cifra recorde

A transferência de Álvaro Morata para o Chelsea representa o maior encaixe de sempre para os cofres do Real Madrid, um clube muito mais comprador que vendedor. A imprensa espanhola fala em uma quantia a rondar os 80 milhões de euros, valor que superaria os 75 recebidos pelo Real aquando da transferência de Di María também para Inglaterra, nesse caso, com destino ao Manchester United.

Produto da “cantera” do Real Madrid após uma primeira passagem pelo rival Atlético, o jogador natural da capital espanhola conta com um curriculum muito interessante: a nível de clubes, já venceu duas vezes a Liga dos Campeões, um campeonato do mundo de clubes, uma supercopa europeia, dois campeonatos de Espanha, duas edições da Copa del Rey, dois campeonatos italianos e duas edições da Copa de Itália. Álvaro Morata faz parte dos planos do seleccionador Julen Lopetegui para o time principal de “La Roja” e, em representação das cores nacionais, já venceu um Europeu de sub-19 e outro de sub-21. Mesmo que a transferência se concretize por um valor ligeiramente inferior a 80 milhões de euros, Álvaro Morata será o jogador espanhol mais caro de sempre, superando Fernando Torres quando se transferiu precisamente do Liverpool para o Chelsea a troco de 58,5 milhões de euros.

Boas Apostas!