Está encontrado o sucessor de Eduardo Berizzo no comando técnico do Sevilha. Vincenzo Montella é o escolhido pela diretoria do clube andaluz para guiar a equipa no que resta da temporada.

MontellaO Sevilha anunciou ao final da tarde de quinta-feira (28) que chegou a um princípio de acordo com o italiano Vincenzo Montella para assumir os destinos do elenco principal. Segundo o comunicado emitido pelos responsáveis do time do sul da Espanha, o acordo que as duas partes se preparam para assinar será válido até junho de 2019, “segurando” o técnico por uma temporada e meia.

Despedido do AC Milan após época e meia no clube, Vincenzo Montella “bateu com a porta” no final de novembro, na sequência de um empate caseiro frente ao  Torino para o campeonato italiano. Os trâmites da desvinculação do AC Milan ainda não foram devidamente acordados e, como tal, o técnico ainda não foi formalmente apresentado como novo treinador do Sevilha, algo que no entanto deverá acontecer dentro em breve. Após acertar os últimos pormenores da desvinculação com os responsáveis do emblema “rossonero”, Montella viajará para Sevilha e, segundo fonte do clube, orientará a primeira sessão de treinamento na manhã de sábado (30), penúltimo dia do ano, sendo apresentado de seguida em coletiva de imprensa.

A estreia de Vincenzo Montella no banco de reservas sevilhista também já tem data marcada. No próximo dia 3 de janeiro, o Sevilha viaja até ao terreno do Cádiz em partida válida pela ida das oitavas da Copa do Rei. O novo treinador quer começar o seu percurso com uma vitória que, a acontecer, permitirá interromper um ciclo de quatro partidas oficiais sem conhecer o sabor do triunfo. O primeiro desafio para o campeonato espanhol será um eletrizante duelo com o rival local Real Bétis, no dia 6. No plano interno, para além da Copa, o Sevilha segue na luta pelo acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada.

Primeiro projeto fora de Itália

Enquanto jogador, Vincenzo Montella passou praticamente toda sua carreira em solo italiano, representando Empoli, Genoa, Sampdoria e AS Roma – a excepção foi a pasagem pelos ingleses do Fulham durante metade da temporada 2006/07. Na sua curta carreira como treinador – começou na temporada 2011/12 -, Montella orientou Catania, Fiorentina, Sampdoria e AC Milan, sendo que foi no emblema “Viola” que teve mais sucesso ao permanecer durante três temporadas. O Sevilha permite a Montella abraçar o primeiro projeto fora da sua nação. No sul de Espanha, Montella encontrará o compatriota Franco Vázquez, único italiano do elenco sevilhista.

Boas Apostas!