Época de sonho para o Mónaco. Antes de encarar a Juventus em partida válida pela ida das semis da Liga dos Campeões, o time do Principado assumiu a liderança isolada da Ligue 1 a três jornadas do fim. A conquistado título está cada vez mais perto de se concretizar.

Foto: "Sebastien Nogier/EPA"

Foto: “Sebastien Nogier/EPA”

Antes da rodada 34 da Ligue 1, o Mónaco se posicionava na liderança da tabela com os mesmos 80 pontos que o PSG. Na tarde de sábado, a equipa do Principado subiu ao terreno de jogo para enfrentar o Toulouse do “resistente” Pascal Dupraz. O jogo até começou mal para os donos da casa que sofreram logo a abrir o segundo tempo, gol de Ola Toivonen, atacante sueco com uma passagem interessante pelo PSV Eindhoven. Kamil Glik empatou passados alguns minutos e deu o mote para uma virada concluída com gols de Kylian Mbappé e Thomas Lemar, permitindo ao Mónaco recuperar após a goleada sofrida no Parc des Princes frente ao PSG (5-0), ocasião em que os homens do Principado foram a jogo com um onze bem alternativo, até porque a prioridade está na disputa do campeonato e da Liga dos Campeões. Nesta partida frente ao Toulouse, os brasileiros Fabinho e Jemerson voltaram ao time titular, com Jorge- titular frente ao PSG – a entrar na partida apenas nos acréscimos.

A vitória frente ao Toulouse deixava o Mónaco isolada na liderança, ainda que à condição, tendo ainda uma partida de atraso em relação ao PSG. A noite de domingo, marcada pelo encerramento da rodada, trouxe mais uma agradável notícia para os monegascos. O time parisiense viajou até ao Allianz Rivera para enfrentar o Nice, terceiro colocado da tabela, caindo por três bolas a uma. Com Dante e Dalbert entre os titulares, o time local passou para a frente com um gol de Mario  Balotelli, dilatou a vantagem no início da segunda etapa por Ricardo Pereira e viu a diferença ser reduzida aos 19 da segunda etapa, gol do brasileiro Marquinhos – Thiago Silva também foi titular. Os homens de Unai Emery não foram capazes de chegar ao empate e foi o Nice quem estabeleceu o resultado final já nos acréscimos por Anastasios Donis.

A derrota na Côte D’Azur é um duro golpe nas aspirações do PSG quanto à revalidação do título de campeãi, isso se tivermos em conta que faltam três jornadas para o fim (quatro para o Mónaco) e há três pontos a separar os dois times. O Mónaco espera que o envolvimento nas semifinais da Liga dos Campeões não atrapalhe, pelo menos de uma forma significativa, seu desempenho na Ligue 1. Na quarta-feira, os franceses enfrentam a Juventus no jogo de ida e depois se deslocam a Nancy no final de semana, enquanto o PSG enfrenta o Bastia no Parc des Princes.

Boas Apostas!