De um lado, o crónico campeão gaulês, do outro, o modesto Villefranche do terceiro escalão francês que, apesar de atuar como mandante, enfrentou o conjunto da capital fora da sua zona de conforto, no caso, em Lyon. Apesar disso, a equipe treinada por Alain Porchat levou o adversário aos limites e o PSG só venceu na prorrogação.

Foto: "LP/Olivier Arandel"

Foto: “LP/Olivier Arandel”

As Copas nacionais costumam ser profícuas em surpresas e a francesa não foge à regra. O PSG passou por dificuldades para seguir em frente e evitar aquilo que, ao invés de uma mera surpresa, constituiria um escândalo atendendo à diferença de qualidade entre os dois times a concurso.

Em Lyon, o Villefranche da terceira divisão francesa conseguiu resistir ao domínio do PSG durante cerca de 100 minutos. Atendendo às dificuldades sentidas para bater Antoine Philippon, guardião do Villefranche, Thomas Tuchel teve que levar suas melhores unidades a jogo, lançando Kylian Mbappé e Edinson Cavani no decorrer do segundo tempo. No entanto, nem assim foi possível sentenciar o desafio no tempo regulamentar e se disputariam 30 minutos adicionais. Aí, o PSG confirmou seu estatuto e arrancou para uma vitória por três a zero com gols de Julian Draxler, Moussa Diaby e Edinson Cavani, carimbando presença nas semis da Copa da França, competição que conquistou nas últimas quatro edições.

Classificados

Falta apenas preencher uma vaga nas quartas da Copa da França, vaga essa que será preenchida por Guingamp ou Lyon, emblemas que vão estar frente a frente nessa quinta-feira (7), a partir das 18h00 (horário de Brasília). Nos restantes desafios, o Dijon pôs fim ao percurso do modesto IC Croix ao vencer por três a zero e o Caen viajou até casa do malogrado Bastia e triunfou nas grandes penalidades após um empate a dois gols. Nos confrontos entre equipes da Ligue 1, o Rennes afastou o Lille (2-1) que está a fazer uma boa época na Ligue 1 e o Nantes bateu o Toulouse por dois a zero. No jogo entre adversários menos cotados da ronda, ambos com jogadores amadores, o  Lyon-Duchérre esteve a vencer por dois a zero no estádio do Vitré, mas a equipe local conseguiu dar a volta e conquistar um triunfo por três a dois com o terceiro gol a ser convertido na sequência de uma grande penalidade, já em cima do minuto 90.

Após eliminar o Mônaco, o Metz perdeu em casa com o US Orléans, em uma eliminatória discutida por dois emblemas que estão no segundo escalão do futebol francês.

Boas apostas!