Zinedine Zidane regressou no início dessa semana ao comando técnico do Real Madrid, retornando à capital espanhola dez meses depois de ter deixado a equipe. Até final da temporada, pouco poderá fazer para lá de defender a honra do time, pelo que urge começar a preparar a próxima. O brasileiro Éder Militão é o primeiro reforço do Real Madrid 2019/20.

Foto: "Reuters"

Foto: “Reuters”

Eliminado da Liga dos Campeões, da Copa e com suas chances no que diz respeito à conquista do título hipotecadas, o Real Madrid já prepara a próxima época esportiva. A diretoria do clube não quis perder tempo e abdicou dos serviços de Solari, segundo técnico na temporada após Julen Lopetegui, e promoveu o retorno de Zinedine Zidane. O francês que já se encontra a trabalhar com o elenco terá estipulado algumas condições junto de Florentino Pérez e a verdade é que os “merengues” já se encontram a preparar o elenco para a próxima temporada. Há muito que se especulava em relação a uma possível ida de Éder Militão para o time do Bernabéu e essa hipótese passou a ser uma certeza na manhã dessa quinta-feira (14) com a confirmação por parte do (ainda) campeão europeu em título relativamente à aquisição do jogador brasileiro.

No comunicado emitido pelo Real Madrid na manhã dessa quinta-feira, o Real Madrid comunica que adquiriu o passe de Éder Militão aos portugueses do FC Porto a troca da quantia estabelecida na multa rescisória, nada mais nada menos que 50 milhões de euros, se convertendo de imediato em um dos jogadores mais caros de sempre a deixar o futebol português. O jogador de 21 anos permanecerá em Portugal até o fim da temporada dado que a janela de transferências se encontra encerrada e procurará ajudar sua equipe tanto na briga pelo título nacional quanto na Liga dos Campeões, dado que o Porto se encontra apurado para as quartas da competição após ter passado pela Roma. Apesar de ter estado afastado dos trabalhos do time principal após uma saída noturna indevida no final do mês de fevereiro, Militão já retomou os treinamentos com normalidade e mantém seu lugar entre os titulares. Embora Tite prefira Militão a desempenhar as funções de zagueiro tal e qual como referiu na coletiva após a divulgação da última convocação, a verdade é que a chegada de Pepe ao Porto no mercado de inverno europeu tem deslocado Militão para a direita da defesa. Curiosamente, toda a zaga portista costuma ser “Canarinha”, com Pepe e Felipe (ex-Corinthians) no centro, Militão à direita e Alex Telles na esquerda.

Produto da base do São Paulo, Éder Militão se estreou no profissional em 2017 e bastaram duas épocas para “dar o salto” para o futebol europeu, se estreando nessa temporada 2018/19 no futebol da “terrinha” ao serviço do Porto. O zagueiro que foi recentemente chamado por Tite para a seleção tem sido um dos indiscutíveis da equipe portuguesa e leva 34 jogos disputados e três gols apontados na presente temporada. Militão fechou com o Real Madrid por seis temporadas esportivas (até 2025) e tudo indica que se prepare para auferir uma quantia a rondar os 4 milhões de euros limpos por anos, isso sem contar com gratificações.

Boas apostas!