54 anos depois, o Swansea está de volta às quartas da FA Cup, prova de clubes mais antiga da Europa e segunda competição mais prestigiante do calendário inglês. Os “cisnes” conquistaram o acesso na noite dessa terça-feira, no estádio Liberty, em Cardiff.

SwanseaNo reencontro entre o técnico Carlos Carvalhal e o Sheffield Wednesday, emblema que o técnico tinha abandonado na primeira metade dessa temporada, o Swansea levou a melhor. Após um empate sem gols no primeiro desses dois duelos, na reprise, foram os galeses que confirmaram seu favoritismo e seguiram em frente. O time do principal escalão inglês derrotou o Sheffield Wednesday por duas bolas a zero e assegurou o apuramento para as quartas da competição volvidos 54 anos.

Frente a um time que milita no Championship, a verdade é que esse Swansea não teve tarefa fácil. Jordan Ayew abriu o placard a favor da formação da casa aos dez minutos do segundo tempo e o gol da tranquilidade só surgiria a dez do apito final, gol da autoria de Nathan Dyer. Esse foi o terceiro adversário que o Swansea enfrentou em sua campanha na atual edição da Copa da Inglaterra, precisando sempre de disputar dois desafios. Passou pelo Wolves na primeira eliminatória que disputou (0-0; 2-1), venceu o Notts County na seguinte (1-1; 8-1) e finalmente encarou o Sheffield Wednesday com sucesso. De entre os times que já se encontram apurados, o Swansea é o único que ainda não conhece seu adversário nas quartas, dado que enfrentará o vencedor da eliminatória entre Rochdale e Tottenham, emblemas que disputam hoje o segundo desafio entre si após um empate no primeiro. Os “Spurs” atuam em casa e são altamente favoritos a avançar. De resto, os “Swans” terão o benefício de disputar a partida das quartas no seu terreno, o estádio Liberty, palco em que têm resolvido todas as eliminatórias. Wigan – Southampton, Leicester – Chelsea e Manchester United – Brighton são os restantes confrontos dessas quartas da Copa de Inglaterra.

No final da partida, Carlos Carvalhal se apresentou visivelmente satisfeito com a conquista do time, igualando um feito com mais anos que sua própria idade – o técnico nasceu em 1965. Ainda sim, o técnico do Swansea alertou para o fato de a prioridade do time passa pela manutenção entre o principal escalão do futebol inglês, em uma briga que tem estado ao rubro. Nesse momento, à entrada para a rodada 29, os “Swans” estão abaixo da linha de perigo com 27 pontos, tantos quanto o Crystal Palace e o Southampton. A equipe tem melhorado significativamente desde a chegada de Carlos Carvalhal e no próximo final de semana recebe o West Ham em sua casa.

Boas Apostas!