A Copa do Brasil 2016, a competição mais democrática do futebol brasileiro chegou à sua grande final. Entre tantos times do Brasil inteiro, os times que disputam o título da competição que garante uma vaga para a Copa Libertadores de 2017 são o time de Minas Gerais, o Atlético Mineiro e o Grêmio, time do Rio Grande do Sul.

Diogo Giacomini, técnico interino do Atlético Mineiro.

Diogo Giacomini, técnico interino do Atlético Mineiro.

Antes do primeiro jogo da final, o grande favorito era o “Galo”, como é conhecido o Atlético Mineiro, favorito pela quantidade de craques que possui o elenco, jogadores como Robinho, Lucas Pratto, Cazares, Fábio Santos, Pedro Rocha, Maicosuel, goleiro Victor entre outros. O Atlético Mineiro que costuma mandar seus jogos no estádio Independência, que pertence ao América Mineiro, com capacidade para 23 mil torcedores,  onde tem excelente aproveitamento, porém por motivo de arrecadação, o Atlético Mineiro decidiu mandar a final no Mineirão que tem capacidade para quase 62 mil torcedores, o problema é que o Galo não costuma ir bem em jogos no Mineirão.

O que vimos neste primeiro jogo da final da Copa do Brasil de 2016 foi algo totalmente inesperado, o Atlético Mineiro era favorito, pelo menos na primeira partida que jogava em casa, porém acabou perdendo por 1×3 e complicou bastante a situação do time para a conquista da taça, pois o segundo jogo será na Arena Grêmio que estará completamente tomada pela torcida gremista. A derrota custou o cargo do técnico Marcelo Oliveira, que foi demitido nesta quinta-feira (24) em anúncio oficial do clube. Marcelo Oliveira, mesmo tendo problemas com várias lesões e convocações de jogadores de seleções, com essa demissão o técnico vai do céu ao inferno, pois vinha deixando o time em boas condições, tanto no Campeonato Brasileiro, onde o time encontra-se na quarta colocação com chances de beliscar uma vaga direta para a fase de grupos da Libertadores do ano que vem, quanto ter chegado a final da Copa do Brasil. O presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno afirmou que o Atlético Mineiro será comandado pelo técnico interino Diogo Giacomini, ex-técnico da equipe Sub-20.

Jogo inesperado

Pedro Rocha autor de 2 gols na final.

Pedro Rocha autor de 2 gols na final.

Mesmo com um elenco forte, muitos torcedores e parte da mídia sempre vinham questionando o trabalho do técnico Marcelo Oliveira, que na maioria dos seus jogos, em todas as competições que disputava, vinha tomando muitos gols e não conseguia apresentar um esquema tático bem formado e definido. Mesmo assim, todos esperavam que o Galo conseguisse vencer o Grêmio com facilidade, pelo menos na sua primeira partida em casa, porém neste primeiro jogo da final o que se viu, principalmente no primeiro tempo foi um time totalmente dominado pelo Grêmio, que não conseguia sequer uma sequência de passes, com pouquíssimas chances de gol.

Logo no primeiro tempo aos 30’, o atacante do Grêmio Pedro Rocha abriu o placar, o único gol do primeiro tempo. Na segunda etapa, quando todos esperavam uma reação do Atlético Mineiro, o que viram foi Pedro Rocha fazer mais um aos 10’ , aumentando para 0x2 a vantagem do Grêmio. O atacante, após o gol, acabou por tirar a camisa e levou cartão amarelo. Pouco tempo depois, aos 22’, Pedro Rocha acabou fazendo uma falta e tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso, era o que o Galo precisava para tentar reagir, ficando com um jogador a mais. O Galo foi para cima e começou então a criar oportunidades boas de gol e ainda diminui o placar aos 37’, após a cobrança de escanteio de Fábio Santos o zagueiro Gabriel chutou para o fundo das redes. Porém, quando todos achavam que o Atlético Mineiro diminuía a vantagem do Grêmio e que tinha acontecido um mal menor, que talvez pudesse reverter a situação no segundo jogo no Rio Grande do Sul na Arena Grêmio, eis que o zagueiro do Grêmio, Pedro Geromel, foi avançando para o ataque pelo lado direito, porém ninguém do Galo acompanhou e deixaram Geromel cruzar na área e o atacante Everton que entrou aos 36’ da segunda etapa em jogo, marcou o terceiro do Grêmio aos 90’ +1’ de acréscimos, decretando assim a vitória do Grêmio por 1×3. Agora o Galo precisará de uma vitória por 2 a 0, em Porto Alegre, para levar a final para os pênaltis.

Boas Apostas!