Roberto Mancini é o novo treinador do Zenit de São Petersburgo. O clube russo anunciou esta terça-feira que o técnico italiano foi o escolhido para suceder a Mircea Lucescu no comando técnico do time principal.

Foto: "Richard Heathcote"

Foto: “Richard Heathcote”

A diretoria do Zenit de São Petersburgo optou por voltar a apostar em um técnico de nacionalidade italiana, depois da passagem de Luciano Spalletti pelo time entre 2009 e 2014. No seu curriculum, Roberto Mancini conta com um tricampeonato ao serviço do Inter de Milão (2005/06, 2006/07 e 2007/08) como maior feito, tendo vencido a Premier League no comando do Manchester City em 2011/12. Inativo desde agosto de 2016, ocasião em que deixou o Inter de Milão após divergências com a diretoria, o Zenit de São Petersburgo proporcionará um regresso à ação para um técnico que também já orientou Lazio e Galatasaray. Segundo a imprensa russa, Roberto Mancini assinou um contrato válido por três temporadas com a opção de prolongar o vínculo por mais duas.

No elenco do Zenit, Roberto Mancini encontrará o compatriota Domenico Criscito, jogador que está no clube desde a temporada 2011/12. Giuliano, Maurício e Hernâni Junior são os três brasileiros que atualmente fazem parte do time.

Ao contrário do que aconteceu nos últimos dois anos, desta feita, a época do Zenit não vai começar com a discussão da Supercopa russa. O primeiro desafio de Roberto Mancini à frente o Zenit de São Petersburgo poderá corresponder à disputa da terceira pré-eliminatória de acesso à Liga Europa, cuja partida de ida está prevista para 27 de julho e a de volta para 3 de agosto. O sorteio será realizado no dia 14 de julho.

Lucescu falhou

A aventura de Mircea Lucescu na capital cultural da Rússia durou apenas uma temporada, terminando de uma forma muito mais prematura que o esperado. Após 13 épocas no comando dos ucranianos do Shakhtar Donetsk, a expectativa era a de que o “feiticeiro” romeno inaugurasse uma nova e duradoura época à frente do Zenit de São Petersburgo, algo que no entanto acabou por não se confirmar.

O triunfo da Supercopa russa foi o único sucesso em uma temporada muito modesta por parte do Zenit, 3º colocado do campeonato russo, eliminado nas oitavas da Copa local e incapaz de ir além da ronda dos 32 na Liga Europa, caindo diante do Anderlecht. Pelo segundo ano consecutivo, o Zenit viu o título de campeão fugir, repetindo o terceiro lugar, sendo que a queda russa no ranking da UEFA retirou um vaga na Liga dos Campeões. Assim, na próxima época, a aventura europeia do Zenit começará na 3ª pré-eliminatória da Liga Europa. O desempenho negativo do Zenit, juntamente com a mudança na direção e na estrutura do futebol do clube, culminou com o despedimento de Mircea Lucescu, com a rescisão do contrato que unia as duas partes a ser acertada na última semana.

Boas Apostas!